CICLISMO

Pedro Miguel Lopes no top25 do Europeu de Sub-23

Pedro Miguel Lopes, ciclista de Guimarães que alinha na Kelly/Simoldes/UDO e que está ao serviço da Seleção Nacional, terminou hoje no top25 do Campeonato da Europa de Estrada, em Sub-23, que decorre em Trento, Itália.

O ciclista vimaranense foi bastante ativo na prova e conseguiu mesmo desferir um ataque na última das 10 voltas ao circuito, a cerca de 20 quilómetros da meta. No entanto, o pelotão, liderado pela Itália, reagiu e apanhou o grupo de Pedro Miguel Lopes numa das últimas rampas antes da meta final.

Pedro Miguel Lopes cortou a meta no 25.º lugar, a 23 segundos do vencedor, o belga Thibau Nys, sendo o melhor ciclista português em prova. Mas o ciclista minhoto queria mais…

“Sinceramente, não foi para este resultado que treinei… Sabia que se chegasse no grupo a sprintar não tinha poder para os adversários. Então na penúltima volta ataquei para um grupo. Cheguei a pensar que chegava, mas fomos alcançados durante a subida nas rampas inclinadas e no alto da subida cedi alguns metros”, disse Pedro Miguel Lopes.

O ciclista de Guimarães referiu que “o pelotão era de um nível muito elevado. A maior parte dos atletas presentes estão em equipas do World tour e Pro Continental. E muitos para o ano sobem às melhores equipas do mundo”.

Com a participação no Campeonato da Europa de Estrada finalizada, Pedro Miguel Lopes pensa já nas férias e no regresso à Universidade. “Ainda não sei se vou competir mais esta temporada, mas penso que se seguem as férias e o regresso à Universidade”.

Quanto ao futuro, o ciclista que este ano conquistou o Prémio dos Açores, e esteve em destaque em muitas outras provas, assegura que “ainda não decidi o futuro!”.

Na prova de hoje dos Sub-23, de salienta que Miguel Salgueiro foi 58.º, a 6m00s do vencedor, e Pedro Andrade terminou no 65.º posto, com igual atraso. Fábio Fernandes não concluiu a corrida.

Fotos: FPC

 

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS