CICLISMO

BTT Esposende… “é definitivamente para fazer mais e melhor”

“O BTT XCO é, definitivamente, para fazer mais e melhor”, foi assim que Diogo Figueiredo, um dos responsáveis pela realização do I BTT XCO de Esposende, abordou a realização da prova que se realizou em agosto no Monte da Senhora da Guia, em Esposende.

Um mês depois da realização da prova, que marcou o regresso do BTT a Esposende sob a organização da Associação de Ciclismo do Minho, Diogo Figueiredo tem muitas ideias… “quem sabe, podemos fazer algo diferente”.

Interrogado se ainda há projetos para este ano, Diogo Figueiredo referiu que “para este ano não! Talvez para o início da próxima época desportiva”.

Quanto à primeira edição, aquele responsável referiu que “ficamos muito satisfeitos! Não foi tudo perfeito, mas para a primeira vez penso que podemos estar orgulhosos do nosso trabalho”, disse Diogo Figueiredo, que recordou que “tínhamos uma boa equipa o que nos permitiu responder a todas as necessidades durante aquele dia”.

Diogo Figueiredo considera que “a única coisa que, podemos considerar menos positiva foi que, a grande maioria dos pais, não queria respeitar as regras impostas. Não tinha noção desta realidade, há pouco respeito e comportamentos menos positivos”.

Diogo Figueiredo, que praticou BTT durante mais de 10 anos, disse ainda que “senti que os pais não dão espaço nem liberdade suficiente aos filhos para que exista convívio e união entre as crianças. A paz, o bem-estar, a camaradagem … deviam reinar, não os distúrbios e o stress causados por familiares de atletas”.

Também Pedro Barbosa, outro dos elementos da organização pelo BTT XCO de Esposende, mostrou-se muito satisfeito com a forma como a prova se desenrolou e faz um balanço positivo.

“Só podemos fazer um balanço muito positivo, a prova correu muito bem. Foi uma organização que deu muito trabalho, a mim, ao Diogo e à restante equipa porque nós somos apenas os representantes. Temos uma equipa com muitas pessoas que nos ajudaram imenso e a quem temos que agradecer”.

Satisfeito com a adesão dos ciclistas e clubes, Pedro Barbosa referiu que “esta foi a primeira edição, queremos dar continuidade e elevar a fasquia. Este ano quisemos mostrar alguma capacidade organizativa, claro que o primeiro ano é sempre difícil, há algumas coisas a melhorar, há ainda alguma falta de experiência, mas o nosso objetivo é dar continuidade ao BTT Esposende e chegar, quem sabe, à Taça de Portugal ou até a uma prova internacional”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS