CICLISMO

Armada minhota ao ‘ataque’ ao ‘Nacional’ de Fundo

Uma autêntica armada minhota marca presença este domingo na prova de Fundo do Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada para Cadetes e Juniores, que se realiza em Sernancelhe, em Viseu.

Numa prova em que as equipas minhotas já têm alguma tradição – há dois anos Pedro Silva (Seissa) sagrou-se Campeão Nacional -, são muitos os ciclistas minhotos a marcar presença, desde logo as três equipas do Minho: Tensai/Sambiental/Santa Marta; Landeiro/KTM/Matias& Araújo/Frulact e CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor. Todos com atletas capazes de lutar pelos lugares cimeiros e pela Camisola de Campeão Nacional. Para além das três equipas há ainda a salientar a presença dos vimaranenses Diogo Mendes, Academia de Ciclismo de Paredes, Luís Ribeiro, Academia de Ciclismo Capital do Móvel, e de Rúben Rodrigues (Bairrada), que foi terceiro no ‘Nacional’ de Contrarrelógio.

BRUNO BRITO: “EQUIPA ESTÁ UNIDA”

A Tensai/Sambiental/Santa Marta parte para a prova de hoje com o grande objetivo “de fazer o melhor”. Bruno Brito, treinador da equipa de Viana do Castelo, garante que “vamos dar o melhor em prol da equipa” e salientou que “os Cadetes estão aptos para lutar pelos lugares cimeiros. Já mostraram durante a época que têm condições e estão preparados para entrar na discussão das corridas”.

Quanto aos Juniores “o grande objetivo é terminar a corrida e procurar fazer a melhor posição possível”, até porque a Tensai alinha apenas com dois ciclistas Leonardo Mendes e Flávio Martins.

Sobre o percurso, Bruno Brito considera que “é um percurso duro e muito seletivo. A nós favorece-nos, agora temos que provar isso na estrada”.

De resto, a Tensai participou no fim de semana no Prémio Ciclismo de Fafe – Terra de Emoções, uma prova disputada em circuito – tal como os Campeonatos Nacionais – e o treinador vianense referiu que “serviu para os atletas treinarem porque já não estavam habituados a fazer circuitos, já não o fazíamos há muito tempo”.

Bruno Brito garante que a equipa está motivada “o grupo está todo unido, há um grande e excelente espírito de equipa e união entre todos, Cadetes e Juniores. E todos vão dar o seu melhor em prol da equipa”.

HÉLDER BRAGA (ACR RORIZ): “VAMOS COM A AMBIÇÃO DE SEMPRE…LUTAR PELA VITÓRIA”

“É a prova de atribuição dos títulos nacionais, vamos com a ambição de sempre, lutar pela vitória e dignificar todas as pessoas que nos apoiam”, disse Hélder Braga, diretor desportivo e treinador do Landeiro/KTM/Matias& Araújo/Frulact.

Hélder Braga garante que “o nosso trabalho de preparação está feito, agora resta esperar que os nossos ciclistas tenham um dia sim e as coisas corram sem incidentes”.

Quanto ao percurso salientou que “já tivemos oportunidade de fazer o reconhecimento, trata-se de um percurso exigente, onde seguramente as dificuldades vão aparecer com o passar das voltas”.

CC BARCELOS COM GRUPO AMBICIOSO

O CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor apresenta-se nos Campeonatos Nacionais de Fundo com duas equipas muito fortes e com aspirações nestas corridas.

Em Cadetes, o CC Barcelos apresenta sete ciclistas habituados a trabalhar muito e a deixar tudo na estrada, como o provam os resultados obtidos até ao momento. João Martins, Leonardo Neves e Rodrigo Neves são fortes candidatos aos primeiros lugares, mas Sérgio Silva, Hugo Leite, Francisco Martins e Luís Moreira podem também surpreender.

Em Juniores apresenta-se com um quinteto que promete dar que falar. Diogo Saleiro, Sérgio Saleiro e Luís André Ribeiro são atletas mais experientes e habituados a estar na discussão das corridas, tal como acontece com os mais novos André Ribeiro e João Fernandes.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS