CICLISMO

Rosa Marques: a homenagem à ciclista exemplo do Alto Minho

Rosa Marques, ciclista de Melgaço que alinha na ATPLINE_União Ciclista de Ponte da Barca, foi homenageada no sábado com o descerramento de uma placa no Muro da Rosa.

O Muro da Rosa é uma rampa bem conhecida dos ciclistas que liga São Paio a Cavaleiro Alvo, em Melgaço, e que foi assim ‘batizada’ para homenagear já a atleta da UC Ponte da Barca.

A inauguração da placa, que diz quem é a Rosa Marques, explica o nome da rampa e dá outras indicações, realizou-se no dia do 50.º aniversário da ciclista, que hoje mora em Monção, foi organizada pela direção do clube e da Junta de Freguesia de São Paio, e contou com a presença do presidente da Câmara de Melgaço, Manoel Batista, e Vereador do Desporto, José Adriano Lima, bem como o presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Manuel Marinho, do vereador José Alfredo, presidente da Junta de Freguesia de São Paio e presidente do CC Monção.

“ESTE FOI ANO FOI BASTANTE DIFÍCIL PARA MIM…”

Rosa Marques mostrou-se “emocionada” com a homenagem, porque “não me considero nenhuma vedeta”, mas confessa que “tenho feito muitos sacrifícios e este ano foi bastante difícil para mim…”.

A ciclista, que se debateu com uma arreliadora lesão, o que não a impediu de conquistar vários títulos, assumiu também o papel de diretora da equipa feminina do UC Ponte da Barca e “foi um duplo trabalho” porque “tinha de agir como atleta e como diretora”.

“Pela forma como trabalhei esta ano e pegando com o facto de existir aqui o nome da subida – o nome da Rosa – o presidente do clube achou por bem fazer esta homenagem. Também traz visibilidade ao concelho, à Junta de Freguesia e ao nosso lugar (Cavaleiro Alvo), que está a ficar um pouco desertificado”.

Rosa Marques aproveitou a homenagem para deixar um apelo às mulheres: “para façam desporto porque para além de ser saudável, ajuda-nos a suportar as adversidades da vida. Que experimentem o ciclismo, às vezes podem pensar que não conseguem, que é duro, mas só depois de experimentarem é que descobrem até onde podem chegar. Eu sempre achei que não tinha muita saída no ciclismo, que as outras eram melhores. Agora já não penso assim. Não sou melhor do que ninguém, mas entro em todas as corridas para ganhar. Nem é tanto por mim, mas pela equipa porque a UC Ponte da Barca faz muito por nós, assim como todos os patrocinadores”.

LUÍS BARBOSA: “AS HOMENAGENS SÃO PARA SER FEITAS EM VIDA”

Luís Barbosa, presidente da União Ciclista de Ponte da Barca, salientou que “as homenagens são para ser feitas em vida e a Rosa Marques merece esta homenagem. Quando começamos em 2020, e arrancamos mais com uma equipa masculina, a Rosa contactou-nos e foi a primeira ciclista feminina da equipa. Até hoje já conquistou inúmeros títulos e em todas as provas dá o seu melhor em prol da equipa”.

MANOEL BATISTA: “É UMA ENORME EMBAIXADORA DO CICLISMO, DE MELGAÇO…”

Manoel Batista, presidente da Câmara Municipal de Melgaço, marcou presença e diz-se orgulhoso “por ter um atleta a elevar o nome do concelho. Mais orgulhoso ainda por ser no feminino porque cada vez mais é importante para a civilização e para cada um dos nossos territórios a afirmação do feminino e da capacidade do feminino liderar. A mulher tem uma, é uma capacidade de gestão, uma visão sobre as coisas às vezes difícil de encontrar no homem”.

“Neste caso a Rosa afirma-se no Ciclismo. É uma mulher de Melgaço, de Cavaleiro Alvo, um espaço nobre do nosso concelho, e uma mulher que a meio do seu percurso foi capaz de se dedicar ao desporto e hoje é uma enorme embaixadora do Ciclismo, de Melgaço, do Alto Minho. É um orgulho enorme para o Município esta capacidade enorme de ela se afirmar e de ser também um pivô que junta territórios. Ela faz a ligação entre Melgaço, Monção e Ponte da Barca, o que é muito importante”.

AUGUSTO MARINHO: “É UM ORGULHO TER UMA ATLETA COMO ELA A DEFENDER AS CORES DE UM CLUBE DE PONTE DA BARCA”

Augusto Manuel Marinho, presidente da Câmara Municipal de Ponte de Barca, começou por referir que “é um orgulho ter uma atleta como ela a defender as cores de um clube de Ponte da Barca, tem obtido notáveis desempenhos, tem sido uma referência na sua categoria a nível nacional e agora terá também a oportunidade de levar o nome do Município lá fora, já que vai marcar presença no Campeonato do Mundo”.

O autarca salientou que “mais importante que os resultados, é esta força positiva da Rosa. Ela começou mais tarde a pratica no Ciclismo e tem conquistado a pulso cada patamar. Hoje é uma referência nesta modalidade, é um exemplo para todos”.

Desde a primeira hora que a Câmara Municipal de Ponte da Barca apoiou a União Ciclista de Ponte da Barca e Augusto Manuel Marinho considera que “foi uma grande aposta. Não tínhamos esta prática desportiva, mas quando nos lançaram o desafio prontamente o aceitamos por reconhecer que o desporto, juntamente com a educação, é essencial para termos uma sociedade cada vez mais solidária, mais humanizada. Foi com muito gosto que nos associamos a este projeto, temos recebido excelentes resultados, a promoção do Município é muito forte, andam por todo o lado e são uma referência na modalidade”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS