CANOAGEM

GCDR Gemeses presta homenagem à Senhora do Lago

O Grupo Cultural Desportivo e Recreativo de Gemeses e os seus canoístas prestam domingo uma homenagem à Senhora do Lago “com um desfile singelo, mas cheio de emoção” como referiu o presidente do clube João Pedro Lopes.

O desfile faz-se no final da Eucaristia campal no domingo “dia em que se celebra a festa da Senhora do Lago, uma das tradicionais romarias do Minho. Com a pandemia não há arraial profano, mas há a missa campal. No final, e a exemplo do ano passados, vamos por as canoas todas a desfilar”, disse aquele responsável.

João Pedro Lopes salientou que “depois fazem um desfile em comboio. São cem atletas e fica uma imagem espetacular… e isto no final da missa, com as pessoas a assistirem”.

Esta ligação e participação nas Festas da Senhora do Lago não é nova, mas desde o ano passado que se realiza de forma mais organizada… “antigamente na parte da tarde havia sermão e procissão. As canoas andavam a acompanhar o andor na água, mas nunca foi algo muito organizado. O ano passado tivemos de repensar a nossa participação e como iriamos preencher o final da Eucaristia. Surgiu esta ideia de pôr as canoas no rio a desfilar. Foi algo que os pais, os avós, os amigos gostaram”.

Afirmando que “é um momento único”, João Pedro Lopes garante que “também ajuda e muito a reforçar o espírito da equipa”.

“CONSEGUIMO-NOS IMPOR COMO O SEGUNDO MAIOR CLUBE NACIONAL”

Com algumas provas ainda por se realizar – Taça de Esperanças, Taça Maratonas, Campeonato Nacional de Tripulações e Final Nacional das Pagaiadas – o Gemeses faz um balanço extremamente positivo da época.

“Estamos a fazer uma época acima da anterior. Conseguimo-nos impor como o segundo maior clube nacional. Aumentamos as nossas presenças em escalões mais velhos e continuamos a ser o clube com mais medalhas individuais por atletas em prova”, disse João Pedro Lopes, que adiantou: “diria que preenchendo algumas categorias, onde ainda temos falhas, e poderíamos mesmo assustar mais o CN Ponte Lima”.

“O balanço é muito positivo. Ganhamos o Regional de Esperanças e fomos segundo nas outras categorias todas. Acredito que vamos levar cinco a sete atletas ao Mundial, penso que mais seria difícil”, referiu aquele dirigente.

Para além do aspeto desportivo, o Gemeses está a fazer uma época positiva em todos os aspetos: “temos uma estrutura financeira superativa, com saldo positivo e estamos no limite das nossas capacidades de acolher mais atletas”.

JOÃO PEDRO LOPES DE SAÍDA DA PRESIDÊNCIA

João Pedro Lopes, que assumiu o clube há cerca de dois anos, prepara-se agora para sair da direção… “eu estou de saída (outubro), mas o Gemeses tem de, urgentemente, estrutura-se de forma ainda mais profissional e isso passa por ter um diretor(a) desportivo. Como presidente não consigo estar em todas. Marcar autocarros, fazer gestão, passar pelo Nelo, etc”.

João Pedro Lopes vai sair da presidência do clube porque “eu não tenho um minuto livre e um clube como o Gemeses precisa de pessoas com algum tempo”, para além de que “acho que as pessoas não devem perpetuar-se à frente dos projetos. Cheguei cheio de ideias, fizemos muitas coisas. Abrimos o clube à sociedade e colocamos a canoagem no mapa. Acredito que quem vier trará ideias novas, diferentes e outra dinâmica. Aliás a riqueza da mudança é ver e fazer coisas novas”.

João Pedro Lopes, natural de Gemeses, foi atleta do clube até 1988, altura em que seguiu outro rumo. Entretanto, voltou, já formado e com os escritórios e uma sociedade de advocacia, e regressou ao clube, como atleta e com o presidente.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS