NATAÇÃO

Rafael Simões aponta aos pódios no Campeonato Nacional

“O objetivo vai ser fazer recordes pessoais e tentar o máximo de pódios possíveis”, disse Rafael Simões, nadador do SC Braga, que hoje entra em ação no Open de Portugal – Campeonato Nacional de Juvenis e Absolutos, que se inicia hoje, a partir das 16.30 horas, Complexo de Piscinas do Jamor.

Rafael Simões, que entra na piscina por volta das 17.40 horas para disputar a Série 6 dos 100m Bruços masculinos, diz-se preparado para disputar a última prova da época… “Sinto-me preparado, os treinos têm corrido bem e nos Campeonatos Regionais tive bons indicadores, por isso, estou confiante para esta prova”.

Com a ausência de José Paulo Lopes e Tamila Holub, que estiveram presentes no Jogos Olímpicos, Rafael Simões acaba por ser a referência do SC Braga, mas o nadador garante que não sente pressão…

SEM PRESSÃO OU RESPONSABILIDADE

“Não sinto qualquer tipo de pressão ou responsabilidade até porque da mesma forma que eu vou lutar pelos pódios nacionais, sei que o resto da equipa também o vai fazer nos respetivos escalões, especialmente, os Juvenis porque têm uma equipa muito forte”.

“A única responsabilidade extra que posso sentir é o facto de ser o atleta mais velho da equipa, por isso, tenho de dar o melhor exemplo aos mais novos”.

Esta é a última competição de uma época ainda muito estranha, com muitas limitações e que se vai realizar em moldes diferentes…Rafael Simões tenta desdramatizar e salientou que “a ideia é sempre pensar o menos possível nesses aspetos… claro que há algumas mudanças que não ajudam, como por exemplo não haver eliminatórias e finais, mas lá todos os atletas vão estar sujeitos às mesmas condicionantes, por isso, não vai afetar o resultado final”.

Rafael Simões garante que parte confiante e motivado: “apesar de ter sido uma época muito dura, parto bastante motivado e confiante em todo o trabalho que fiz ao longo da época”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS