Sem categoria

Emanuel Salvadinho: “queremos melhorar o quarto lugar de 2019”

“Qualquer quarteto português ambiciona o pódio. Nós não somos exceção, sobretudo, porque queremos melhorar o quarto lugar de 2019”, disse Emanuel Salvadinho, um dos elementos do Say Yes, a propósito das ambições do grupo para o Campeonato da Europa de Show e Precisão, que se realiza em Lleida, Espanha, entre quinta-feira e sábado.

O quarteto minhoto de Patinagem Artística partiu ao início da tarde rumo a Espanha, onde vai treinar amanhã e sexta-feira, para apresentar a sua coreografia – uma novidade que conquistar os amantes da modalidade – no sábado.

Emanuel Salvadinho está ciente que “uma prova sem erros dá-nos uma medalha e, portanto, preferimos manter o foco na qualidade da nossa exibição e de conseguirmos reproduzir a coreografia em prova da mesma forma que o fazemos em treino”.

 

“ESTAMOS MUITO SATISFEITOS E CONFIANTES”

 

Os Say Yes estão preparados para este Europeu? “Estamos preparados sim. Nunca estivemos tao bem preparados para uma competição. Estamos a treinar desde finais de 2019 para apresentarmos está nova coreografia. Ela sofreu algumas alterações ao longo deste ano e meio para podermos potenciar ao máximo a nossa performance individual e em grupo”, disse Emanuel Salvadinho, que referiu que “estamos muito satisfeitos e confiantes com o resultado final”.

De resto: “o feedback das exibições que temos feito tem sido mesmo muito positivo, por isso, resta-nos agora conseguir fazer em prova o mesmo que fazemos em treino”.

Ansiosos em regressar ao palco Europeu? “Mais do que nervosismo, sentimos alguma ansiedade. Uma ansiedade de quem está desejoso de entrar em pista e deixar lá tudo o que sabemos fazer”.

 

FRANCISCO QUINTELA INTEGRADO

 

Os Say Yes apresentam-se em Espanha com um novo elemento. Francisco Quintela faz parte do grupo desde o ano passado e vai substituir em Espanha o Manuel Magalhães… “É a primeira vez que vamos entrar em prova com o Francisco Quintela que é um patinador excecional e que desde o ano passado faz parte da nossa equipa”.

O novo elemento chegou aos Say Yes em 2020, mas Emanuel Salvadinho garante que já está totalmente integrado.

“A integração de um atleta de tão alto nível corre sempre bem desde que haja vontade de ambas as partes e foi o que aconteceu. Ele é um atleta excelente e o seu currículo fala por si. É medalhado internacional ao serviço da seleção em 2019 e em 2020 apesar de não ter havido competições internacionais ele foi primeiro classificado do ranking nacional de Solo Dance Sénior. Ele, infelizmente, não é da zona do Porto/Minho como nós e apesar de não podermos treinar juntos tanto quanto gostaríamos ele é, sem dúvida, uma peça muito importante na equipa e que acrescenta muito ao nosso grupo. É de salientar a velocidade com que ele assimilou a coreografia e as alterações que fomos fazendo ao longo do tempo bem como a qualidade da execução técnica”.

 

CAMPEONATO DA EUROPA COM NÍVEL ELEVADO

 

Os Say Yes, que em 2019 ficaram em quarto lugar no Campeonato da Europa de Itália, conquistaram uma medalha de bronze nos World Roller Games, que se realizou no mesmo ano em Barcelona. Emanuel Salvadinho garante que o grupo não sente, para já, o peso da responsabilidade dessa medalha… “Sentimos que essa medalha nos deu algum mediatismo que tanto procurávamos e faz as pessoas verem-nos de outra forma, o que é ótimo. Vamos sentir mais o peso e responsabilidade dessa medalha no Campeonato do Mundo em outubro, no Paraguai, pois aí vamos estar a defender diretamente essa posição que obtivemos em 2019”.

“A verdade é que o Campeonato da Europa é um campeonato muito diferente do Mundial, principalmente porque há mais quartetos Europeus a competir do que no Mundial e isso eleva muito o nível da prova. Em Itália algumas falhas afastaram-nos do pódio e ficamos em quarto lugar”, referiu Emanuel Salvadinho, que acrescentou que “foi importante porque fez-nos rever um pouco a nossa forma de treinar e planear a competição. O Campeonato do Mundo também nos deu muitas aprendizagens enquanto grupo. Neste momento temos o Quintela connosco e tivemos um ano e meio de preparação. Somos um grupo muito diferente e muito mais evoluído e focado”.

 

“OS SAY YES SÃO MAIS DO QUE UM MERO PROJETO DE PATINAGAM ARTÍSTICA…”

 

Os Say Yes apresentam em Lleida uma coreografia diferente baseada na diversidade cultural. Emanuel Salvadinho explica que “os Say Yes são mais do que um mero projeto de Patinagem Artística, que faz patinagem e divulga a modalidade. Nós este ano abraçamos uma causa solidária, acima de tudo porque o nosso tema de competição está relacionado com a diversidade cultural e a sua aceitação”.

Assim, os Say Yes vão encarnar o papel de ‘ciganos’ “no fundo a nossa coreografia e nossa sinopse de performance está relacionada com a aceitação da diversidade cultural e no que seria o mundo sem a diversidade cultural que existe”.

“Nós apelamos à aceitação da cultura cigana, porque tem alguma exposição em Portugal, mas, acima de tudo, à aceitação cultural em geral”, referiu.

 

CONTACTOS COM COMUNIDADES CIGANAS

 

Em Espanha os Say Yes vão apresentar-se vestidos “à cigano e com música dos Gipsy Kings” e para preparar a coreografia o grupo contactou as comunidades ciganas, levando alguma solidariedade e recebendo algumas lições de vida…

“Tivemos contactos com comunidades ciganas, nomeadamente, no Alentejo e a comunidade cigana de Serpa e de facto foi uma experiência muito boa. Estar em contacto com todos eles, aprendemos muito sobre a história, as tradições e cultural deles. Aprendemos melhor vários movimentos de dança que introduzimos nas nossas coreografias”, disse Emanuel Salvadinho, que acrescentou que “fazia todo o sentido de acordo com aquilo que é o nosso tema termos esta ação e atendermos um pouco a algumas necessidades destas comunidades, porque há muitas comunidades de ciganos que são desfavorecidas. Então angariamos roupas e brinquedos e fomos lá dar-lhes. Desde já deixamos o nosso agradecimento ao CCPA, ao CART e ao GPA, que foram os clubes que nos ajudaram a angariar esses bens”.

Afirmando que “foi uma experiência muito gratificante”, Emanuel Salvadinho salientou que “perceber que ajudamos pessoas desfavorecidas foi muito especial para nós e dá uma dimensão diferente a todos este projeto”.

A terminar, Emanuel Salvadinho salientou que “vamos incrivelmente bem vestidos e que a nossa patrocinadora Lycrart fez um trabalho excecional com os nossos fatos”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS