CICLISMO

Clássica de Melgaço na estrada este sábado

Melgaço recebe esta sábado, a partir das 12.55 horas, a I Clássica de Melgaço, prova de Ciclismo de Estrada destinada pontuável para o Campeonato do Minho de Ciclismo de Estrada – Arrecadações da Quintã.

A Clássica de Melgaço conta com cerca de uma centena de atletas em representação de 16 equipas, tem um percurso de 103 quilómetros, em que se destaca a mítica subida ao Castro Laboreiro, que coincide com a chegada à meta, depois do pelotão ter percorrido por duas vezes um circuito que se inicia no Largo da Feira, pelas 12.55.

À partida para a Clássica de Melgaço, o Centro Ciclista de Barcelos / A.F.F. / Flynx / H.M. Motor é o portador da Camisola Azul – Arrecadações da Quintã (melhor corredor de equipas inscritas na Associação de Ciclismo do Minho), enquanto a Academia de Ciclismo de Viseu – Desfruta enverga a Camisola Amarela “Discover Melgaço”, enquanto a formação Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel parte com a Camisola Laranja – Cision (melhor júnior de primeiro ano).

JOSÉ ADRIANO LIMA: “É COM EXPETATIVA POSITIVA QUE AGUARDAMOS PELA PROVA”

“É com expetativa positiva que aguardamos a realização desta prova: Será uma reinterpretação do Grande Prémio do Minho, prova que tanto nos apraz receber sempre que é organizada. Este ano vamos receber a Clássica de Melgaço, que percorrerá as ruas de Melgaço e conta com a subida ao Castro Laboreiro, uma subida mitiga do ciclismo do Alto Minho”, foi assim que José Adriano Lima, vereador do Desporto da Câmara Municipal de Melgaço, abordou a realização da Clássica de Melgaço.

José Adriano Lima salientou que “nós estamos a proporcionar todas as condições aos jovens atletas para que possam competir num ano em que ainda estamos muito limitados, em que as competições são ainda muitas distanciadas no tempo. Isso leva à desmotivação e pode ter consequências graves no futuro. Por isso, estamos dispostos a fazer a nossa parte e só esperamos que todos cumpram para que se possa realizar cada vez mais as provas”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS