CICLISMO

Pedro Miguel Lopes e Pedro Silva na Taça das Nações

Pedro Miguel Lopes, ciclista de Guimarães que alinha na Kelly/Simoldes/UDO, e Pedro Silva, barcelense da Rádio Popular-Boavista, vão participar, ao serviço da Seleção Nacional, na L’Etoile d’Or, em França, prova pontuável para a Taça das Nações de Sub-23, que se realiza nos dias 19 e 20.

Os dois ciclistas têm estado em bom plano nas provas nacionais e já integraram por várias vezes os trabalhos da Seleção Nacional, principalmente, nos escalões de Formação.

 

PEDRO MIGUEL LOPES: “É SEMPRE BOM SER CHAMADO À SELEÇÃO”

 

O ciclista vimaranense, que concluiu no pódio a Volta ao Futuro, salientou que “é sempre bom ser chamado à Seleção Nacional”.

“Significa que o selecionador tem confiança em mim e que estou num bom caminho do trabalho”.

Para além de Pedro Miguel Lopes, a Sele Nacional é composta ainda por Pedro Andrade (Hagens Berman Axeon), José Sousa (Kelly-Simoldes-UDO), Pedro Silva (Rádio Popular-Boavista), António Ferreira (Antarte-Feirense) e Pedro Pinto (Tavfer-Measindot-Mortágua).

Na etapa francesa da Taça das Nações vão marcar presença 174 corredores, oriundos de 25 nações e seis seleções do comité francês.

A prova arranca no dia 19, com duas etapas. De manhã os ciclistas vão completar um contrarrelógio individual de 9,6 quilómetros, em Pouligny-Saint-Pierre.

Da parte da tarde, os ciclistas têm uma etapa de 141, 9 quilómetros, com partida em Mérigny e chegada em Le Blanc, num percurso ondulado. Segue-se um circuito, que os obrigará a fazer três passagens pela meta.

No dia 20 realiza-se a terceira e última etapa com partida e chegada em Montmorillon. Uma etapa em que os ciclistas  têm de completar três voltas a um circuito, com um percurso de média montanha, mas duro.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS