CICLISMO

José Dias presente no Circuito Guadiana

José Dias, ciclista de Barcelos que alinha no Aluminios Cortizo, volta à competição este domingo para disputar a antepenúltima prova da Copa de Espanha, o 55.º Circuito Guadiana para Elites e Sub-23, que decorre em Don Benito.

O ciclista barcelense parte para a prova de domingo com o intuito de ajudar a equipa… “temos atletas elites na equipa que, atualmente, estão mais fortes do que eu, por isso estarei ao dispor da equipa para os ajudar”.

José Dias sente-se preparado para o regresso à estrada… “passei por uma fase menos boa, pois estive doente, mas já estou melhor e penso que já estou recuperado. Vai ser uma prova muito plana com apenas quatro subidas de dois quilómetros. Não se adequa muito às minhas características, mas, certamente, estarei pronto para dar o meu melhor”.

ADAPTAÇÃO AO CICLISMO ESPANHOL

O ciclista de Barcelos está a cumprir a sua primeira época na equipa espanhola e confessa que a adaptação nem sempre tem sido fácil… “para ser sincero, não estou muito contente com a minha época. O tipo de corridas são muito diferentes, há muita mais tensão e quedas na corrida aqui do que em Portugal” e adiantou: “mas também tive um ano muito complicado e exigente na universidade, onde felizmente correu tudo bem, mas tirou-me muito tempo e horas de sono, o que me afetou bastante na condição física. Felizmente consegui passar a tudo e não tenho nenhuma cadeira em atraso, nestes dois anos”.

“Agora resta-me olhar para a frente e trabalhar bastante agora que estou de férias da universidade. Estava à espera de ser mais competitivo e discutir corridas e sei que sou capaz disso, pelo que já fiz em anos anteriores, mas tenho ajudado a equipa em tudo que posso, já que tenho colegas na minha equipa que estão mais competitivos do que eu”.

José Dias considera que “este acaba por ser um ano de grande aprendizagem”, até porque “em Espanha corre-se de maneira diferente do que aqui em Portugal”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS