CANOAGEM

CN Ponte Lima Campeão Nacional de Esperanças

O Clube Náutico de Ponte Lima sagrou-se, no fim de semana, Campeão Nacional de Esperanças, num evento que se disputou em Ponte de Lima.

A equipa limiana, que em 2020 tinha perdido o título para o Gemeses, impôs-se na prova de domingo ao somar 542 pontos, deixando o GCDR Gemeses em segundo lugar, com 458 pontos. O CN Prado fez terceiro lugar ao somar 298 pontos.

Em destaque esteve ainda o CN Fão, que esteve na luta pelo pódio até ao fim. A formação fangueira somou 274 pontos e fez quarto lugar.

A DKC Viana foi oitava classificada, com 132 pontos, enquanto o Rio Neiva-ADA terminou na 12.ª posição (86 pontos), e o Viana GC foi 26.º (14).

Em termos individuais o destaque vai para o Gemeses, que conquistou quatro títulos nacionais: Mariana Pereira Marques sagrou-se Campeã Nacional de C1 Infantis Femininos; Francisco Silva Faria é o novo Campeão Nacional de K1 Iniciados. A dupla Nuna Silva/Inês Vasco Fernandes venceu em K2 Infantis femininos e João Marques Sá/Afonso Figueiredo são os Campeões Nacionais de K2 Iniciados.

O Clube Náutico de Prado conquistou três títulos nacionais por intermédio de Afonso Lima Ferreira (C1 Cadetes) e de Daniela Gonçalves (C1 Cadetes) e pela dupla Vasco Veiga/Tiago Costa Rodrigues (C2 Infantil).

O CN Ponte de Lima, que venceu coletivamente, viu Rui Sá sagrar-se Campeão Nacional de C1 Infantil.

Também o CN Fão teve um Campeão Nacional, tratou-se de Alice Duque, que foi a mais rápida em K1 Menores Femininos, enquanto em K1 Infantis venceu Gonçalo Laranjeira Costa (Rio Neiva-ADA).

A DKC de Viana também subiu ao lugar mais alto do pódio através da dupla de C2 Cadete André Barreto/Miguel Ricardo.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS