CICLISMO

Ricardo Machado (Kelly): “vou dar tudo para ajudar a equipa no que for necessário”

Ricardo Machado, ciclista de Braga que alinha na Kelly/Simoldes/UDO, estreia-se amanhã na 38.º Volta ao Alentejo/1.º GP CMTV, prova que conta com seis etapas, a disputar em cinco dias, com um total de 819,4 quilómetros.

O ciclista bracarense, que ainda ano fim de semana marcou presença no Campeonato Nacional de Fundo, mostra-se satisfeito por “poder viver mais esta aventura” dura, mas enriquecedora.

“Acredito que vai ser uma corrida bastante dura, mas vou dar tudo para ajudar a equipa no que for necessário”, referiu Ricardo Machado.

Questionado sobre está preparado ou  apreensivo com o que poderá encontrar e fazer, Ricardo Machado salientou que “é uma resposta que só com o desenrolar da corrida saberei dar… são muitos quilómetros, muito calor e, possivelmente, muito vento. Vai ser uma corrida bastante dura”.

“TENHO APRENDIDO MUITO”

Ricardo Machado, que se estreou este ano na categoria de Sub-23, considera que “o ano tem sido muito duro. O nível do pelotão profissional é muito elevado”. De resto: “esta é uma adaptação que leva o seu tempo. Essencialmente, tenho aprendido muito”.

No último sábado, o ciclista de Vimieiro, Braga, marcou presença no seu primeiro Campeonato Nacional de Sub-23, prova em que apenas terminaram 18 dos mais de 90 ciclistas inscritos…

“Foi uma corrida muito atacada e isso tornou-a bastante dura. Fiquei desiludido com o meu resultado, mas faz parte…resta-me focar nas próximas competições”, disse Ricardo Machado, que garante que “estou bastante focado em fazer uma boa corrida aqui no Alentejo, ajudando a equipa”.

Recuperado do esforço de sábado? “Sim, penso que sim, como sempre contei com a ajuda da Clínica Terapias de Priscos que me tem ajudado bastante e creio que estou bem recuperado”.

Quanto a objetivos pessoais… “este ano o objetivo é o mesmo em todas as corridas… Ajudar a equipa e aprender ao máximo em cada oportunidade que me for dada”.

VOLTA AO ALENTEJO ARRANCA ESTA QUARTA-FEIRA

A 38.ª Volta ao Alentejo – I Grande Prémio CMTV vai para estrada amanhã, com a participação de 133 ciclistas que durante cinco dias, e seis etapas, vão percorrer de 819,4 quilómetros.

A etapa inaugural da corrida liga Reguengos de Monsaraz a Beja, num percurso maioritariamente plano, de 194,5 quilómetros, com partida às 10.45h e chegada às 15.51h. No dia 24, os corredores arrancam de Almodôvar, pelas 10.50h, para um percurso de 195,5 quilómetros até Sines.

Na terceira etapa, a distância a percorrer é de 173,1 quilómetros, de Alcácer do Sal até Mora, onde a chegada também será destinada aos sprinters. A partida será dada pelas 11.30h, com chegada prevista para as 15.53h.

No sábado há jornada dupla. O dia começará pelas 10.45h, com uma etapa de montanha de 85 quilómetros, que liga Monforte a Castelo de Vide. Esta poderá ser uma etapa decisiva, onde os trepadores terão a oportunidade de fazer diferenças. À tarde, segue-se um contrarrelógio de 8,4 quilómetros, em Castelo de Vide, com início às 16h.

A última etapa está marcada para domingo e liga Portalegre a Évora ao longo de 162,9 quilómetros.

DEZ MINHOTOS CORREM NO ALENTEJO

O Minho, tal como tem acontecido ao longos das últimas provas, estará bem representado.

Para além de Ricardo Machado, marcam presença Pedro Miguel Lopes e João Salgado, da Kelly/Simoldes/UDO, Iúri Leitão (Tavfer-Measindot-Mortágua), José Mendes (W52-FC Porto). Tiago Machado e Vinício Rodrigues (Rádio Popular-Boavista), João Matias (Louletano – Loulé Concelho) e ainda Diogo Costa e Roberto Cardoso (Fortunna-Maia).

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS