CANOAGEM

Bruno Macedo (CN Prado): “é com bastante alegria e ambição que volto a vestir as cores de Portugal”

“É, sem dúvida, com bastante alegria e ambição que volto a vestir as cores de Portugal”, disse Bruno Macedo, canoísta do CN Prado, que integra o K4 masculinos que vai participar na prova dos 500 metros do Campeonato da Europa de Juniores e Sub-23, que se realiza na próxima semana (de 24 a 27) em Poznan, na Polónia.

O canoísta do CN Prado confessa que “já tinha bastantes saudades de competir lá fora, há dois anos que já não havia competições internacionais devido à pandemia”.

Esta retoma das competições nacionais e internacionais trouxe também o regresso aos treinos intensos e à ‘arte’ de conciliar a canoagem e os estudos… “estes últimos meses têm sido bastante exigentes, não só por causa dos treinos que por si só já exigem bastante de nós, especialmente nesta preparação para o Campeonato da Europa, mas também devido à faculdade e aos exames”, disse Bruno Macedo, que adiantou que “com bastantes sacrifícios tenho conseguido conciliar os dois mundos, mas têm sido momentos bastante desgastantes”.

NA ROTA DAS MEDALHAS

A menos de uma semana do arranque do Campeonato da Europa, Bruno Macedo e o K4 já têm bem definidos os objetivos…

“Os objetivos passam, em primeira instância, por garantir a presença na final A e uma vez presente na final queremos dar boa conta de nós e lutar por medalhas, como Portugal sempre ambiciona quando leva algum barco a uma competição”.

Sobre a preparação para o Europeu garante que “tem sido bastante positiva, temos evoluído bastante enquanto equipa, estamos focados, com os olhos bem postos no objetivo, mas, essencialmente, com os pés bem assentes na terra e cientes da qualidade dos nossos adversários. Mas também da nossa! Entendemo-nos muito bem, quando o objetivo é comum e claro tudo fica mais fácil”.

SEXTA REPRESENTAÇÃO POR PORTUGAL…

Bruno Macedo vai para a sua sexta representação ao serviço da Seleção Nacional, mas esta é a sua estreia enquanto Sub-23 e confessa que “o entusiasmo e a vontade estão presentes como se fosse a primeira vez na Seleção. Estou bastante orgulhoso do meu trajeto até aqui e agradecido a todos aqueles que fizeram parte dele. Estou onde estou não só pelo meu esforço e dedicação, mas também pela sorte que tive em sempre ter as pessoas certas a meu lado”.

“Um especial agradecimento ao clube – Clube Náutico de Prado – que, com muito orgulho represento desde que iniciei o meu percurso na canoagem. Nunca me falharam com nada e sempre de deram todas as condições para poder evoluir”.

Bruno Macedo está instalado, atualmente, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho: “de forma a ter acesso às melhores condições possíveis. Como tal, uma vez que aqui treino com a equipa nacional, os meus treinos são da autoria do selecionador nacional, João Tiago Lourenço”, mas garante que “apesar de me encontrar longe das instalações do Clube Náutico de Prado e das pessoas com quem estava acostumado a trabalhar, nunca me falta nada e o José Ramalho e a Rita Ramalho estão sempre disponíveis para qualquer eventualidade”.

Bruno Macedo entrou para a canoagem em 2011 por intermédio de uma prima… “porquê a Canoagem?! Simplesmente por causa de um convite por parte da minha prima, Catarina Afonso, que ainda hoje pratica a modalidade. Experimentei e nunca mais parei. É o que eu gosto de fazer”.

Quanto ao futuro, o canoísta minhoto sonha com o dia de representar Portugal nos Jogos Olímpicos… “num futuro próximo pretendo continuar a treinar e representar a Seleção Nacional ao mais alto nível, sempre conciliando com os estudos” e adiantou: “tenho o sonho, que cada vez mais passa por ser um objetivo, de um dia integrar a comitiva portuguesa numa participação olímpica”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS