CICLISMO

CC Barcelos conquista Prémio HM Motor de Cadetes

O CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor foi o grande vencedor da categoria de Cadetes do 3.º Prémio HM Motor, que se realizou no domingo em Barcelos.

A equipa barcelense, a correr em casa, partida com dois objetivos claros: ganhar a prova individualmente e por equipas. Em termos coletivos o CC Barcelos não deu grandes hipóteses aos seus adversários, pois conseguiu colocar três ciclistas nos oito primeiros lugares…

Na segunda posição ficou a Academia Ciclismo de Paredes fez segundo lugar e a Seissa/KTM-Bikeseven/Matias&Araújo/Frulact fez terceiro lugar, enquanto a Tensai/Sambiental/Santa Marta terminou na quinta posição.

MARTINHO MACHADO: “A EQUIPA CORRESPONDEU”

Martinho Machado, diretor desportivo do CC Barcelos, fez um balanço positivo da presença da equipa neste 3.º Prémio HM Motor… “No cômputo geral a equipa correspondeu e conseguimos um dos objetivos”, disse Martinho Machado, que salientou que “a equipa portou-se bem. Tivemos alguns percalços, pois também tínhamos como objetivo a vitória individual, mas aconteceram algumas coisas que não o permitiram”.

Martinho Machado tirou, entretanto, boas indicações para o próximo compromisso da equipa “nota-se que equipa está bem, está preparado e confiante para discutir a Taça de Portugal, que se realiza no fim de semana. Acho que está preparada para fazer frente às adversidades”.

JOÃO MARTINS NA DISCUSSÃO DA CORRIDA

Em termos individuais, a corrida de Cadetes do Prémio HM Motor ficou marcada pelas constantes tentativas de fuga e pela resposta sempre atenta do pelotão. Por isso, a corrida apenas ficou decidida nos metros finais. João Faria atacou nos últimos 600 metros e conseguiu superiorizar-se numa luta com João Martins, do CC Barcelos, que fez segundo lugar, Bruno Lopes, da Seissa, Samuel Martins, da Tensai, e Francisco Martins, do CC Barcelos.

No top10 ficaram ainda Gabriel Baptista (Seissa), Daniel Moreira (Tensai), Rodrigo Neves (CC Barcelos).

JOÃO FARIA: CONSEGUI IR BUSCAR FORÇAS E ATACAR PARA A VITÓRIA”

“Foi uma prova difícil, com muitos ataques. Estava sempre na ‘red line’ mas no final consegui ir buscar forças e atacar no último topo e então foi sempre até à meta”, foi assim que João Faria, Cadete da Academia de Ciclismo de Paredes começou por abordar a sua vitória.

Quando sentiste que podias ganhar? “Nos últimos seiscentos metros quando consegui olhar para a descida e percebi que o espaço estava a começar a abrir. Perto da me5a olhei para trás e percebi que já não me conseguiam alcançar”.

“É sempre bom começar a época a ganhar. Esta é a minha terceira prova este ano e ganhar é sempre motivador” disse.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS