CICLISMO

Marco Macedo e Domingos Rufo (SAERTEX) dominam em Arcos de Valdevez

Marco Macedo e Domingos Rufo, da SAERTEX Portugal – Edaetech, dominaram as suas provas do 22.º BTT XCO – ACRAP, terceira prova do Campeonato do Minho de BTT XCO – POPP Agency, que se disputou esta quinta-feira em Prozelo, Arcos de Valdevez.

Marco Macedo dominou a prova de Master 40. O ciclista da equipa de Viana do Castelo gastou 51.07m para fazer o percurso e deixou o seu mais direto perseguidor, Rogério Matos, a mais de dois minutos.

Na terceira posição ficou o Campeão do Minho em título, António Viana, do MonçãoBike/Lusoprint/S. Sebastião, que gastou mais seis minutos que o vencedor.

MARCO MACEDO CONQUISTA PRIMEIRA VITÓRIA DA ÉPOCA

No final da prova, Marco Macedo, da SAERTEX Portugal – Edaetech, salientou que “esta foi uma boa vitória” e nem o intenso calor que se fez sentir o afetou: “foi um dia de muito calor, mas eu dou-me bem com o calor e, por isso, para mim até calhou bem”.

Quanto à pista de Prozelo referiu que “a pista é muito dura, com muitas subidas duras e técnicas. É uma pista muito abafada e é preciso saber gerir um bocadinho quando se corre com estas temperaturas”.

Marco Macedo faz um balanço positivo da forma como a época tem corrido. “O balanço tem sido muito positivo. A nível da Taça de Portugal tenho feito quase sempre pódio. Ainda não tinha vencido, esta é a minha primeira vitória da época, que soube muito bem”.

Quanto a objetivos? “Estou a apontar o meu pico de forma para o Campeonato Nacional, que se realiza dentro de três semanas e esse é um dos meus objetivos para este ano”.

Domingos Rufo dominou a corrida de Master 60, fazendo as duas voltas ao percurso em 29.32m. Américo Liberal (Rompe Trilhos) foi segundo e gastou mais 4.47m que o ciclista do clube de Viana do Castelo.

CLÁUDIO VELOSO (BTT BRAGUINHAS) TERCEIRO

Em Master 30, o destaque vai para o amarense Cláudio Veloso (BTT Braguinhas/Padim da Graça) que fez terceiro lugar.

O ainda Campeão do Minho de Master 30 gastou 01:07:21h para fazer o percurso, ficando atrás de Augusto Midão (Rompe Trilhos/Ajpcar) e Manuel Lopes (Guilhabreu BTT).

Em Master 50, o vimaranense Francisco Branco (AXPO/FIrstBike Team/Vila do Conde) foi terceiro classificado, gastando mais 2.49m que o vencedor António Sousa.

Joaquim Baptista (Lobos Averomar BTT) fez quinto lugar.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS