NATAÇÃO

SC Braga aponta aos pódios em Coimbra

O SC Braga parte ambicioso para o Torneio Zonal de Juvenis, Juniores e Absolutos, de piscina longa, que se realiza no fim de semana, em Coimbra.

Para aquela que é considera uma das competições mais importantes da época de verão, logo a seguir aos Campeonatos Nacionais, e a par do Meeting Internacional do Porto, o SC Braga apresenta-se com uma comitiva de 28 nadadores, sem Tamila Holub e José Paulo Lopes, mas com ambições de chegar ao pódio e aos títulos zonais….

“MELHORAR MARCAS”

“O grande objetivo passa por melhorar as marcas”, começou por afirmar Luís Cameira, coordenador técnico do SC Braga, que explicou que “se conseguirem melhorar as suas marcas ficam mais perto das melhores classificações e podem aspirar aos pódios e aos títulos”.

Luís Cameira considera que “este Zonal é uma das principais competições da época de verão. A principal é o Campeonato Nacional que se realizam em julho, mas estes Zonais enquadram-se nas competições de elevada importância. É este Zonal e o Meeting Internacional do Porto, que se realiza na semana seguinte”. De resto “tem havido tão poucas competições que nós temos que as aproveitar todas para que os nadadores possam evoluir”.

O treinador do SC Braga salientou que “nós partimos com o handicap de serem em piscinas de 50 m” e no SC Braga apenas a Tamila Holub e o José Paulo Lopes têm conseguido treinar em piscinas de 50m … “a Póvoa de Varzim ainda não deu autorização para treinarmos lá e a piscina exterior da Rodovia também ainda não abriu…estão a ultimar os preparativos”, por isso “todos os nadadores que vão participar neste Zonal não têm trabalhado nestas distâncias”.

Luís Cameira mostra-se, no entanto, confiante: “as coisas correram bem em março e acreditamos que vão correr bem agora. Eles estão bem preparados e estão motivados. Acho que vai correr bem”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS