CICLISMO

Victor Paula terceiro na Volta ao Concelho de Loulé

Victor Paula, da Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact, terminou a XXVI Volta ao Concelho de Loulé Júnior no terceiro lugar do pódio.

O ciclista brasileiro da equipa de Barcelos concluiu a etapa de hoje, com partida e chegada a Loulé e uma extensão de 116,1 quilómetros, na terceira posição, atrás de António Morgado e Gonçalo Tavares, do Bairrada.

Com este resultado, Victor Paula, que no primeiro dia da prova ficou na quarta posição, assegurou o terceiro lugar da geral, ficando a 2.50m do grande vencedor da edição deste ano da Volta a Loulé, António Morgado, do Bairrada. Gonçalo Tavares termina no segundo lugar do pódio.

VICTOR PAULA: “SAIO MUITO SATISFEITO”

Victor Paula saiu satisfeito da Volta ao Concelho de Loulé, prova que considerou dura…

“Foi uma prova muito dura, principalmente, nesta segunda etapa. Mesmo com a terceira posição saio muito satisfeito e de cabeça erguida”, começou por referir o ciclista da Seissa, que acrescentou que “saio daqui pronto e mais preparado para as próximas corridas”.

DIOGO SALEIRO EM 20.º

Na etapa de hoje de salientar ainda o 20.º lugar de Diogo Saleiro, do CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor, que com este resultado termina a Volta ao Concelho de Loulé no 23.º lugar.

O fafense João Leite (Bairrada) terminou a etapa de hoje na 22.ª posição e fez 24.º na Classificação Geral.

Luís André Ribeiro (CCB) cortou a meta no 35.º lugar e ficou em 36.º na Geral. Já Sérgio Saleiro, que foi 39.º na etapa de hoje, termina a Volta ao Concelho de Loulé em 43.º, enquanto Rafael Barbas, do Seissa, fez 43.º lugar e termina a corrida algarvia em 34.º.

No top50 da Geral ficou ainda André Ribeiro (CC Barcelos), ciclista que hoje fez o 51.º.

Na Classificação Geral o CC Barcelos terminou a Volta ao Concelho de Loulé na sétima posição, enquanto o Seissa fez 10.º lugar.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS