CICLISMO

David Vaz no 3.º Grande Prémio de Ciclismo do Alto Minho

SONY DSC

David Vaz é um dos grandes nomes do Ciclismo Nacional que vai estar presente do 3.º Grande Prémio de Ciclismo do Alto Minho, que se realiza no fim de semana e é uma organização conjunta da EnvolvSport e Associação de Ciclismo do Minho.

A terceira edição do Grande Prémio de Ciclismo do Alto Minho conta com um contrarrelógio de 11,3 quilómetros, entre Arcos de Valdevez e Ponte Barca, e duas etapas: a primeira liga Ponte da Barca aos Arcos de Valdevez ao longo de 76 km, e a segunda, que terá uma extensão de 102 km, liga V. P. Âncora a Merufe, em Monção.

David Vaz, que há alguns anos abandonou o Ciclismo de Estrada para se dedicar às Maratonas (XCM), parte para este Grande Prémio com o espírito de sempre “espero estar na discussão da prova”.

“É uma prova perto de casa, num trajeto que conheço bem e é uma forma de ver como estou e para ganhar ritmo”, referiu David Vaz.

Questionado sobre como está a encarar a prova, o ciclista de Vila Franca, Viana do Castelo, afirmou que “tem um trajeto que conheço bastante bem, pois é a minha zona de treino. Agora sei que vou correr individualmente perante um lote alargado de equipas. Não ver ser fácil, mas espero estar na discussão da prova sim”.

David Vaz considera que as etapas são duras: “principalmente a segunda etapa é uma etapa muito difícil de controlar e quem estiver bastante bem pode fazer diferenças muito importantes na luta pela vitória”.

Como é voltar a uma prova de Estrada? “É uma vertente que conheço bastante bem e é a minha principal base de treino para o BTT. A Estrada faz ganhar uma boa visão e leitura de corrida o que muitas vezes é mais importante do que estar em grande forma!”.

David Vaz regressa à competição após longos meses sem provas… “Finalmente as competições começam a regressar naturalmente o que é muito bom para gosta de competir, significa que a pandemia está controlada (não terminada) e que a vontade das organizações e municípios se mantém!”.

De resto, o ciclista vianense tem pela frente um calendário preenchido de competições. “Eu, pessoalmente, a partir de agora vou entrar em muita competição quer em Portugal quer em Espanha”, disse David Vaz, que garante que vai continuar a apostar no XCM: “sem dúvida que essa é a minha aposta. Este tipo de provas de Estrada é uma vez sem repetição. Posso vir a fazer um ou outro granfondo, mas nada mais do que isso”.

David Vaz tem já marcado o regresso às Maratonas, faltando decidir se vai participar na Taça de Portugal de Mêda ou nas Tres Lunas Race, em Espanha, que se realiza nos dias 29 e 30 de março.

SAERTEX, UC PONTE BARCA, SPAC BTT E UCVC FAMALICÃO PRESENTES

SAERTEX Portugal – Edaetech, União CVN Famalicão, SPAC BTT e Rematelaborado-UC Ponte da Barca são as equipas minhotas que vão marcar presença neste terceiro Grande Prémio de Ciclismo do Minho, que este ano tem como embaixador o ex-ciclista Rui Sousa.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS