CICLISMO

João Salgado (Kelly): “muito feliz pela oportunidade que a equipa me deu”

“Acima de tudo estou muito feliz por estar cá e pela oportunidade que a equipa me deu”, foi assim que João Salgado, ciclista de Guimarães que alinha na Kelly/Simoldes/UDO, começou por abordar a 47.ª Volta ao Algarve, que decorre até domingo e conta com alguns dos grandes nomes do Ciclismo mundial.

“NÃO TEM SIDO FÁCIL…”

O ciclista vimaranense, que participa na sua primeira Volta ao Algarve, confessa que “não tem sido fácil” e adiantou: “o primeiro dia, apesar de não ter tido grandes dificuldades de percussão, foi um dia bastante difícil para mim”.

Esta sexta-feira corre-se a terceira etapa, a mais longa da Volta ao Algarve, pela frente os ciclistas têm um percurso de 203,1 quilómetros que liga Faro a Tavira. João Salgado considera que “apesar de não ser uma etapa tão dura como a de hoje (ontem) em termos de montanha, a verdade é que as etapas aqui nunca são 100 por cento fáceis e por vezes há surpresa… Vamos tentar passar o dia sem percalços e sem quedas. É a etapa mais longa desta Volta ao Algarve”.

“DAR O MEU CONTRIBUITO À EQUIPA… E APROVEITAR PARA EVOLUIR”

Quanto a objetivos, João Salgado não tem dúvidas: “dar o meu contributo à equipa sempre que necessário. Ajudar no que for necessário” e depois “aproveitar também a oportunidade para evoluir e ganhar experiência”.

Considerando que “esta corrida é uma grande experiência”, João Salgado salienta ainda o facto de correr ao lado de grandes nomes do Ciclismo… “apesar de já ter tido, anteriormente, a oportunidade de correr com alguns dos melhores do mundo está é a minha primeira prova por etapas a este nível e é sempre muito positivo”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS