FUTSAL

A GTEAM Guimarães FC regressou aos treinos

“Os treinos estão a correr muito bem, com forte adesão das atletas de todos os escalões” disse José Fidalgo Martins, presidente do GTEAM Guimarães FC, formação que retomou os trabalhos esta semana seguindo todas as normas impostas da DGS e governo.

José Fidalgo Martins salientou que “apesar de ainda muito limitados pelas restrições impostas, nomeadamente o número máximo de quatro elementos e o distanciamento obrigatório entre atletas, há uma motivação muito grande por parte das jogadoras, depois de tanto tempo em casa a realizar treinos online”.

JOSÉ FIDALGO MARTINS “É MUITO BOM COMEÇAR A GANHAR ROTINAS DE TREINO PRESENCIAL”

O presidente do GTEAM referiu que “obviamente que a grande expetativa é o regresso aos treinos de pavilhão no próximo dia 19, mas, até lá já é muito bom começar a ganhar algumas rotinas de treino presencial e também a recuperar a convivência na equipa, que é também um fator crucial a nível psicológico”.

Quanto ao futuro e à exigência da realização dos testes, José Fidalgo Martins referiu que “faremos todos os possíveis para conseguirmos ter uma prática normal, quer a nível de treinos, quer de jogos até final da época” e adiantou que “sobre a questão dos testes obrigatórios prévios à retoma dos treinos de pavilhão no dia 19 de abril, assim como aos testes recomendados pré-competição que se poderão seguir, aguardamos um esclarecimento por parte da FPF e da AF Braga. Neste momento ainda desconhecemos se haverá algum apoio financeiro para a realização desses testes por parte do Estado ou FPF, ou por exemplo, se os testes que irão ser realizados nas escolas aos alunos do Secundário poderão ter dupla função e servir também as necessidades ao nível da retoma desportiva. São incertezas que ainda se mantêm e que condicionam o nosso planeamento e decisões a este respeito”.

A ESPERANÇAS NA REALIZAÇÃO DE COMPETIÇÕES

O grande objetivo é o retorno aos treinos? “A nível da equipa sénior, estamos convictos, que vão estar reunidas condições para se concluir o campeonato, por isso, o grande objetivo será não só treinar, mas, também voltar a jogar e lutar pela melhor classificação possível”, afirmou José Fidalgo Martins, que adiantou: “relativamente à formação, sabemos que a realização do campeonato nos moldes formais estará fora de hipótese, no entanto, temos ainda a esperança que haja abertura e condições, para se realizarem algumas competições oficias, mesmo que noutros formatos (Taça ou Mini-Campeonato)”.

“É absolutamente fundamental para esta geração manter a motivação pela prática desportiva e a ausência de competição, poderá ser um golpe muito duro. A não acontecerem as competições oficiais por decisão das entidades desportivas, faremos de tudo para que aconteça a nível informal, nomeadamente através da realização de jogos particulares e de torneios. Isto, obviamente se as normas da DGS o permitirem”.

Fotos: GTEAM

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS