VOLEIBOL

Vitória SC e FC Amares à procura dos pontos nas Sub-21

Vitória SC e FC Amares encontram-se esta quarta-feira, pelas 20.30 horas, em jogo em atraso da quinta jornada da Série C do Campeonato Nacional de Juniores B (Sub-21) femininos de Voleibol.

Em campo vão estar duas equipas com ambições bem distintas. O Vitória SC, que ocupa a segunda posição com sete pontos em três jogos, aspira à subida à Divisão de Juniores B1, enquanto o FC Amares, que retomou este ano o Voleibol, procura, para já, dar tempo de jogo à equipa.

À partida para este encontro, o quarto do campeonato para as duas equipas, os dois conjuntos querem dar o seu melhor, sendo certo que ambos chegam a esta jornada bastante limitadas…

 

EDUARDA OLIVEIRA: “VAI SER BOM VOLTAR AO ATIVO”

 

Em Guimarães o jogo está a ser encarado com otimismo e a equipa está satisfeita por regressar à competição.

“Vai ser muito bom voltar ao ativo. Estamos paradas há bastante tempo e já sentimos saudades de jogar”, começou por afirmar Eduarda Oliveira, treinadora das Sub-21 do Vitória SC.

O Vitória SC realizou o seu último jogo no início de dezembro, frente ao SC Braga, e Eduarda Oliveira salienta que “uma das dificuldades que vamos ter neste jogo será o de encontrar o ritmo de jogo” ainda mais porque “temos um plantel reduzido o que os impossibilita de fazer jogos-treinos entre nós”.

 

“DETERMINADAS EM GANHAR O JOGO”

 

Apesar das dificuldades, Eduarda Oliveira acredita que “vai ser um bom jogo, entre duas equipas que vão dar tudo para ganhar. Respeitando muito o adversário, nós partimos determinadas em ganhar o jogo”.

Sobre o adversário, Eduarda Oliveira referiu: “não tenho grande ideia de como será a equipa do FC Amares. Não temos referências e o campeonato também não tem permitido tirar grandes ideias dos adversários, pois os jogos estão sempre a ser adiados”.

Como sentiu a equipa neste aproximar do regresso à competição? “O grupo está animado por voltar a competir, estão muito contentes e confiantes porque, apesar de todas as dificuldades, temos trabalhado bem e ajudado muito umas às outras. A equipa sente-se preparada e com vontade de regressar aos jogos”.

Para o jogo desta quarta-feira, Eduarda Oliveira não pode contar com todo o grupo: “infelizmente não posso contar com toda a equipa para amanhã. Temos atletas lesionadas e outras na faculdade. É um sacrifício que temos de fazer, tendo como objetivo ganhar o jogo e terminar esta fase em primeiro lugar”.

De resto, o grande objetivo do Vitória SC é o de assegurar a subida à B1…“a nossa grande meta é subir à B1. Vamos passo a passo. Para já queremos acabar esta fase em primeiro lugar. Depois na segunda fase assegurar a subida à I Divisão de Juniores B”.

 

PEDRO PEREIRA: “DAR EXPERIÊNCIA E VOLUME DE JOGO ÀS ATLETAS”

 

Pedro Pereira, treinador do FC Amares, encara este jogo como mais um para a formação e evolução da sua equipa. O técnico do FC Amares lembra que “este campeonato tem cinco equipas, quatro delas são candidatas à passagem à fase seguinte e só duas podem seguir em frente e o Vitória SC é uma delas”.

“Vamos defrontar uma equipa composta por atletas que se conhecem bem, que já treinam e jogam juntas há vários anos, são muito bem orientadas e têm as suas aspirações. Para nós este é mais um jogo dentro do espírito de dar experiência e volume de jogo às atletas”, referiu Pedro Pereira, que acrescentou que “continuamos a ter dificuldades em termos de atletas. Contamos com mais três, que vieram de outro clube, mas apenas podem treinar, temos outras que que já fizeram o exame de dupla subida há, sensivelmente, um mês, mas continuamos à espera de que o Instituto do Desporto envie a documentação para as podermos utilizar. Portanto, amanhã de 13 atletas só podemos levar oito e isso limita-nos um pouco, mas é o que temos neste momento”.

 

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS