CICLISMO

João José Azevedo aspira ao top5 do Campeonato do Minho de XCO

Ficar no Top5 no Campeonato do Minho de BTT XCO e brilhar na Taça de Portugal são algumas das metas de João José Azevedo, ciclista de Famalicão que alinha na Tomatubikers / Toyota – Macedo & Macedo.

SONY DSC

João José Azevedo já regressou aos trabalhos, dando, neste momento, prioridade aos treinos indoor… “Já retomei os treinos, até agora tenho dado prioridade aos treinos indoor. Faço ginásio e rolos. Quando opto por fazer BTT, faço-o na companhia dos meus colegas de equipa para evitar andar sozinho nesta altura de muita lama e chuva”, disse o ciclista de Famalicão, que salientou que “os treinos estão a correr muito e estou muito motivado para a nova temporada”.

BOA REPRESENTAÇÃO NAS PROVAS DE CICLOCROSSE

João José Azevedo diz-se confiante para a nova temporada, em que o grande objetivo é o top5 no Campeonato do Minho de BTT XCO…

“Para a nova época os meus objetivos passam por fazer um bom resultado na Taça de Portugal de Ciclocrosse e no Campeonato Nacional, já que vai realizar-se a 10 quilómetros da minha casa e numa terra onde tenho família”, disse o ciclista de Famalicão, que acrescentou que “no BTT o meu objetivo é fazer top5 no Campeonato do Minho, realizar melhor performance na Taça de Portugal XCO e participar nas Taças de Portugal de XCM que se realizem no norte”.

“Pelo meio quer participar em novas experiências como ‘Nacional’ de Rampa, um Grandfondo e, se possível, fazer algumas provas extra campeonato”.

João José Azevedo vai, a exemplo dos anos anteriores, participar numa ou outra prova e XCM, vertente que “não é um objetivo prioritário. Não é uma vertente muito das minhas andanças. Gosto de fazer duas ou três provas, mas sem grandes objetivos”.

“GOSTEI DAS PISTAS QUE FIZ”

Olhando para a época 2020, João José Azevedo confessa que “gostei muito das pistas que fizemos” e adiantou “em março na Taça de Portugal, em Vila Franca, sentia que estava no bom caminho, depois veio a pandemia e a motivação foi um bocado abaixo. Quando regressaram as provas, não me sentia suficiente bem para meter o ritmo que meti no início da época. Agora espero que 2021 seja melhor”.

Em 2020, o ciclista de Famalicão teve algumas experiências…nem todas positivas. “Quantas às experiências, o ‘Nacional’ em Condeixa foi o meu segundo ‘Nacional’ de Maratonas. Foi verdadeira coça e infelizmente foi a minha última prova de BB. O ‘Nacional’ de Eliminator é mesmo uma prova para preencher calendário porque fazer uma preparação, viagem e correr 1.5km para só passarem os oito melhores não é nada motivador. No estrangeiro acho que tem mais eliminatórias e isso tornava a prova mais interessante”.

NOVAS PROVAS E PISTAS REMODELADAS

“Para ano vai realizar-se ‘Nacional’ novo, o Short Track, que é uma prova de 20 minutos do mais intenso possível e que será a prova de abertura de BTT de 2021. Agora é esperar para ver como corre”, referiu João José Azevedo, que referiu ainda que “2021 vamos conhecer novas pistas, com Melgaço e Lousada a receber provas da Taça de Portugal. Já tive oportunidade de correr ano passado nesses dois locais, mas como provas do Regional do Minho e do Porto. Claro que vão ser pistas diferentes e com outro tipo de exigências”.

De resto, a prova da Taça de Portugal de Melgaço conta ainda como prova internacional C2 e João José Azevedo considera que “vai trazer muitos ciclistas estrangeiros, essencialmente, espanhóis à corrida e isso dá muita motivação para correr”.

JOÃO JOSÉ AZEVEDO HÁ NOVE ANOS NA TOMATUBIKERS

João José Azevedo vai para o seu nono ano ao serviço da Tomatubikers, clube que o viu nascer para o ciclismo federado…“vou para a minha nona época na Tomatubikers. Comecei a competir lá no meu segundo ano de Juvenil. Antes andava de bicicleta aos fins de semana com o meu pai. Eu até nem gostava nada de BTT até que a minha mãe me meteu na Tomatubikers, já que os fundadores são grandes amigos dos meus pais…”.

Agora João José Azevedo dedica-se com muito empenho ao ciclismo e ao BTT. Faz ainda a época de Ciclocrosse, embora, tal como aconteceu com todas as outras vertentes, viu o seu calendário alterado…e só se realiza em finais de janeiro e fevereiro.

ESTUDOS, CICLISMO E ESTÁGIO

Para além do ciclismo, João José Azevedo estuda “estou no Mestrado de Engenharia Química do Ramo Energias e Biorrefinaria, do ISEP” e tenta conciliar as duas coisas… “agora não é só estudo e ciclismo que preciso conciliar bem… em setembro iniciei um estágio numa tinturaria em Famalicão, em que faço cinco horas diárias para conseguir ganhar experiência e fazer currículo, para quando terminar os estudos mostrar que tenho já experiência profissional na área. O estágio curricular da licenciatura não correu como eu pretendia e então decidi aproveitar esta oportunidade para conseguir aprender mais no mundo profissional”.

Uma experiência que, garante, “estou a gostar imenso, está a ser uma experiência enriquecedora”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS