BASQUETEBOL

GDAS recebe Vitória SC B à procura da segunda vitória

O Grupo Desportivo André Soares recebe domingo, pelas 11 horas, o Vitória SC B, no jogo grande da quarta jornada da Zona Norte A do Campeonato Nacional da II Divisão masculina de Basquetebol.

Em Braga o jogo está a ser encarado com otimismo, mas também com alguma precaução, até porque o GDAS tem estado a trabalhar com algumas limitações devido à situação pandémica que se vive…

Alexandre Oliveira, treinador da equipa Sénior do GDAS, começou por referir que “vai ser um jogo complicado” e explicou que “o Vitória SC B parece-me um adversário ao nosso alcance, mais acessível que o anterior”, mas, “neste momento, estamos a 50 por cento… estamos a viver momentos muito diferentes, em que não conseguimos treinar com o mesmo grupo por muito tempo. As quarentenas quebram qualquer rotina. Com tudo isto não conseguimos ter qualquer consistência”.

“A JOGAR EM CASA O GDAS PODE E DEVE TER AMBIÇÕES DE GANHAR O JOGO”

Sobre o Vitória B, Alexandre Oliveira referiu que “o Vitória SC, apesar de ser uma equipa B, é formada, mais ou menos, por atletas da idade da nossa equipa. Seja como for, a jogar em casa o GDAS pode e deve ter ambições de ganhar o jogo”.

O GDAS realizou dois jogos no Campeonato Nacional da II Divisão e obteve dois resultados distintos… “o primeiro jogo correu, mais ou menos, como pretendíamos. Serviu, essencialmente, para avaliar o ponto da situação. O adversário criou algumas dificuldades que nós conseguimos ultrapassar”.

Já frente ao CD Póvoa: “as coisas foram mais difíceis. Foi um jogo completamente diferente do primeiro, não fomos consistentes e a equipa teve altos e baixos. O que acaba por ser natural para uma equipa que está em construção, em que ainda nos estamos a adaptar uns aos outros. Houve alterações em relação ao ano passado, em relação ao início da época e precisamos de tempo. A equipa está num processo de evolução”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS