VOLEIBOL

AVC Famalicão vence Clube K e mantém esperança na Supertaça

O AVC Famalicão bateu esta noite o Clube Kairós, por 3-2, no segundo jogo da primeira fase da Supertaça de Voleibol Feminino, prova que este ano abre a época desportiva e se disputa em moldes bem diferentes.

A equipa treinada por Vítor Oliveira, que ontem perdeu por 2-3 e acabou por deixar o pavilhão por volta de meia noite, defrontou hoje um Clube K mais fresco e muito forte. Depois de ter estado a perder por 1-2, a formação famalicense deu a volta e venceu pelos parciais de 21-25, 25-22, 25-27, 25-23, 15-12). 

Com este resultado, o AVC Famalicão mantém todas as possibilidades de seguir para a segunda fase da Supertaça, onde vai defrontar o AJM/FC Porto. Amanhã Porto Vólei e Clube K encontram-se às 15 horas, no jogo que decidirá quem segue em frente.

VÍTOR OLIVEIRA SATISFEITO

No final do jogo, Vítor Oliveira referiu que “estou muito satisfeito pela postura, pelo espírito de sacrifício, capacidade de lutar da minha equipa. Estou muito orgulho e satisfeito com o que elas fizeram”.

O treinador do AVC Famalicão lembrou que “a falta de treino limitou um pouco a equipa, quer em termos físicos, quer de rotina de jogo, mas todo o grupo assimilou o que tinha de fazer e depois de ontem ter feito cinco set’s e com pouco tempo de descanso, não de deixou levar de vencida. Jogou mais cinco set´s e conseguiu vencer”.

Vítor Oliveira considerou que “esta equipa deu um sinal claro que vai querer ganhar todos jogos, mostrando hoje que tem valores para fazer uma boa época. Por exemplo no quarto set jogamos com quatro meninas das Sub-21 e mostraram uma grande qualidade e de luta”.

O AVC Famalicão acalenta ainda a hipótese de chegar à final da Supertaça: “é uma hipótese, mas depende muito do que se passar amanhã. É possível, mas é difícil. Este sorteio foi-nos adverso porque fizemos os jogos seguidos e defrontamos equipas frescas, mas esta equipa esteve muito bem, tem muito valor e sei que vão entrar em campo sempre para jogar e dar o máximo”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS