CANOAGEM

Rio Neiva com 17 atletas no ‘Nacional’ Fundo

A Rio Neiva – ADA leva 17 atletas ao Campeonato Nacional de Fundo, que se realiza no fim de semana, no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho.

A formação de Esposende parte com alguns objetivos, com o treinador Rodolfo Coelho a apontar o Top10 como metas para alguns atletas, que considera que “para o nível da canoagem portuguesa já é um objetivo ambicioso”.          

“DIFICULDADES INERENTES A UM RIO EM QUE SÓ SE TREINA QUANDO A MARÉ O PERMITE”

Lembrando que “a secção de competição da canoagem da Rio Neiva-ADA, tem desde a fundação desta associação, um papel preponderante na história da sua vida associativa”, Rodolfo Coelho salientou:  “com as dificuldades inerentes a um rio em que só se treina quando a maré o permite, os seus atletas, ora pondo-se a pé mais cedo, ora treinando na tradicional tarde de domingo, têm uma vontade enorme de honrar uma atividade de várias décadas”.

“Se vierem disfrutar do troço terminal do Rio Neiva, desde o último açude de Santa Tecla até ao mar, os nossos canoístas lá estão todo o ano, faça chuva ou faça sol, desenvolvendo as suas competências técnicas, físicas e mentais, rumo ao sonho de serem cada vez melhores atletas e pessoas”, disse ainda aquele técnico.

CLUBE COM MEIA CENTENA DE PRATICANTES

Rodolfo Coelho referiu que “temos mais de meia centena de praticantes, mas esta prova é castigadora no direito à participação, pois penaliza em 20 pontos, cada prestação que ultrapasse um tempo de controlo previamente definido pela Federação”, por isso “só 17 atletas cuja participação, à partida, não põe em perigo pontuações negativas é que vão estar presentes”.

O técnico acredita que “todos os que ficam por cá, vão seguir com entusiasmo a prestação dos seus colegas, através da página da FPC do Facebook, em que serão publicados os resultados em tempo real e transmitidas as provas ao longo de todo o campeonato”.

RIO NEIVA APONTA AO TOP10

A Rio Neiva – ADA desloca-se a Montemor-o-Velho com 17 atletas, alguns dos quais com capacidades de lutar pelos lugares cimeiros.

“Na nossa comitiva despontam algumas possibilidades de resultados ao nível de top 10, que para o nível da canoagem portuguesa já é um objetivo ambicioso”, disse Rodolfo Coelho, que acrescentou que “a luta pelas medalhas não está posta de parte, mas com a consciência do grau de dificuldade elevado que isso representa”.

Certo, é que a Rio Neiva – ADA quer regressar a casa com a disposição de continuar a evoluir numa modalidade tão dura como bonita…

“Quando regressarmos, vamos estar por certo reforçados na vontade de evoluir e de encontrar soluções para poder treinar mais e melhor, honrando a tradição do clube e o sonho de tantos, pais e familiares, que nos entregam os seus filhos”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS