CICLISMO

Carlos Barreiros preparado para o ‘Memorial Ángel Lozano’

Carlos Barreiros, que alinha no Club Ciclista Padrones-Equipo Aluminios Cortizo, participa este domingo no ‘Memorial Ángel Lozano’, IX Copa de Vallodolid, prova inserida na Copa de Espanha em Ciclismo de Estrada.

O ciclista de Viana do Castelo, que já se encontra em Espanha, faz a sua estreia em provas pós Covid-19, e pretende dar o seu melhor, apesar de ainda se encontrar em fase de recuperação de uma intoxicação alimentar…

“Esta é a minha primeira prova desde que surgiu a pandemia. Este vírus veio alterar a vida e os sonhos de todos nós”, começou por referir Carlos Barreiros, que adiantou que “desde que surgiu o vírus, a minha vida tem andado com alguns altos e baixos. Tive de colocar o ciclismo em segundo plano por um determinado tempo para me dedicar mais ao trabalho. Claro que trabalhei sempre para estar em forma, mas nunca da mesma maneira como seria se não houvesse pandemia”.

O ciclista de Viana do Castelo mostra-se ansioso para regressar à competição, mas confessa que ainda não está no seu melhor: “infelizmente tive de parar na semana passada. Estive numa formação e ingeri algo que me fez mal e que me obrigou a parar. Espero não ter perdido tudo”.

“Espero dar o melhor de mim como sempre faço e, principalmente, ajudar os meus companheiros de equipa nesta corrida da Copa de Espanha”, referiu o ciclista de Viana do Castelo.

Carlos Barreiros lembra que “tinha muitos objetivos para este ano. Era o ano indicado para mostrar o meu valor, mas, infelizmente, o vírus veio prejudicar um pouco a situação. Resta-me continuar a lutar até ao fim do ano e ver no que vai dar”.

De referir que o ‘El Memorial Ángel Lozano’ de Valladolid, que marca a retoma da Copa de Espanha 2020, tem um percurso de 160 quilómetros.

Para além de Carlos Barreiros, a prova espanhola conta ainda com outro ciclista minhoto. Iúri Leitão, que representa o G.D. Supermercados Froiz, regressa às corridas internacionais, depois de ter participado na Prova de Reabertura – Taça de Portugal, que se disputou a cinco de julho na Anadia.

 

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS