VOLEIBOL

FC Amares avança com o Voleibol para “ser uma alternativa”

O FC Amares reativou a secção de Voleibol, tendo como grande objetivo “ser uma alternativa para todas as atletas que queiram jogar e, que por alguma razão, não têm clube”. Para já é certo que o FC Amares avança com duas equipas – Juniores Femininas e Minivoleibol -, que podem aumentar dependendo das inscrições que surgirem.

Apesar do clube ser de Amares, o projeto do Voleibol tem as portas abertas a todas as atletas da queiram praticar Voleibol, bastando para isso inscrever-se no clube.

“O ANO ZERO DO VOLEIBOL NO FC AMARES”

O projeto do FC Amares surgiu no início do ano e já deveria estar no terreno, não fosse a pandemia que obrigou a parar tudo, como explicou o diretor do FC Amares responsável pela secção de Voleibol, Cristóvão Miguel Gomes.

“Este é um projeto que deveria estar no terreno desde março, mas a pandemia atrasou tudo e, por isso, avançou em julho” disse Cristóvão Miguel Gomes, que acrescentou que “este será o ano zero do Voleibol no FC Amares. O arranque não vai ter a dimensão que queríamos, nem os escalões que pretendíamos e até o número e atletas, provavelmente, não será o esperado devido à pandemia que nos obrigou a parar e mesmo agora não podemos treinar como e quando queremos”.

Mesmo assim, o FC Amares decidiu avançar com o projeto e é certo que vai ter Juniores Femininos e Minivoleibol: “estas são as duas categorias que já estão certas, mas podemos avançar com mais dependendo do número e da idade das atletas que surgirem”.

“ESPERAMOS DAR UMA RESPOSTAS A TODAS AS ATLETAS QUE QUEIRAM PRATICAR VOLEIBOL”

O FC Amares decidiu reativar o Voleibol por considerar que não há respostas para a prática do desporto, muito em especial para o sector feminino…

“A verdade é que ouvimos os políticos dizer que a pratica desportiva é essencial, mas depois na prática pouco se concretiza, não há incentivos para os jovens e muito concretamente as meninas praticaram desporto. Não há respostas para elas. Nós decidimos então avançar com o Voleibol e esperamos dar uma resposta a todas as atletas que queiram praticar Voleibol”, disse Cristóvão Miguel Gomes, que garantiu que “o FC Amares não é um clube fechado e está aberto a todas as atletas que queiram praticar Voleibol. O nosso objetivo é ser uma alternativa para aquelas atletas que, pelas mais variadas razões, não têm clube, mas querem jogar e querem continuar na modalidade”.

FC AMARES NÃO ESTÁ FECHADO A ATLETAS DO CONCELHO

Aquele responsável explicou que “o clube apesar de ser de Amares não está fechado a atletas do concelho, aliás vamos fazer captações em Amares e em Braga, onde a resposta para o desporto feminino também é deficitário. Não ser de Amares não é um fator de exclusão do projeto”.

De resto, a maioria dos treinos até podem decorrer em Braga, caso a maior parte das atletas que se inscrevam no clube sejam da cidade “um dos treinos será sempre em Amares, assim como os jogos, mas se a maior parte das atletas for de Braga, vamos fazer alguns treinos em Braga”.

Aliás, o FC Amares vai fazer treinos de captação em Braga: “são treinos em que estamos recetivos para receber todas as atletas que queiram praticar Voleibol. Todas as pessoas que queiram jogar podem vir ter connosco” garante Cristóvão Miguel Gomes, que referiu que “nós queremos ter a melhor equipa possível, mas não fechamos a portar a ninguém e o jeito ganha-se com os treinos”.

Para já o FC Amares avança com a equipa de Juniores, que já está mais ou menos formada, e com o minivoleibol, mas pode ter mais equipas e mais escalões, dependendo da inscrição das atletas.

“Por exemplo nos treinamos em julho na praia e só com esses treinos já conseguimos mais cinco ou seis miúdas. É normal que com o retomar dos treinos surjam atletas para outras categorias e se assim for nós estamos disponíveis a arrancar com mais equipas e escalões”, disse aquele responsável.

“NÃO QUEREMOS SER RIVAIS DE NINGUÉM”

Em Amares já existe um clube de Voleibol, o Amares Volei. Cristóvão Miguel Gomes garante que “não queremos ser rivais de ninguém. Somos um clube agregador. O Amares Volei tem equipas masculinas e nós vamos avançar com femininos. Se surgiram atletas masculinos interessados vamos informar o Amares Volei e estamos, aliás, disponíveis para agregar o projeto do Amares Volei”.

Quanto à estrutura, Cristóvão Miguel Gomes garante que “estamos a criar uma estrutura técnica capaz de dar uma boa resposta às nossas pretensões e estamos em negociações com o Diretor Técnico para coordenar a secção de Voleibol. É certo que vamos arrancar com duas equipas, Juniores e Minivoleibol, podendo ser mais caso surjam meninas interessadas”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS