VOLEIBOL

AVC Famalicão inicia Campeonato em Vila do Conde

O AVC Famalicão desloca-se ao recinto do Vilacondense na primeira jornada do Campeonato Nacional da I Divisão Seniores Femininos de Voleibol, que está marcado para 2 de setembro, ditou o sorteio realizado esta tarde por sistema de videoconferência.

Na próxima temporada o Campeonato Nacional da I Divisão vai disputar-se em moldes ligeiramente diferentes, já que conta com 14 equipa, que vão jogar todos contra todos em duas voltas, seguindo-se, como habitualmente, os Play-offs e a Fase dos últimos.

SUPERTAÇA DISPUTA-SE EM MATOSINHOS

De referir que o AVC Famalicão disputa, antes, o apuramento para a Final da Supertaça, que decorre no Centro de Congressos Matosinhos. A primeira fase está marcada para os dias 10, 11  12 setembro, onde vai defrontar o Porto Volei e o Club K. O vencedor defronta nos dias 25/26 de setembro a AJM/FC Porto na Final da Supertaça.

SC BRAGA JOGA NO RECINTO DO CLUBE K

 O SC Braga inicia, por sua vez, o campeonato a jogar fora, frente ao Clube K.

Na segunda jornada, marcada para três de outubro, o SC Braga recebe o Castelo da Maia, enquanto o AVC Famalicão joga no recinto do Porto Volei.

O ‘derby’ minhoto entre SC Braga e AVC Famalicão está marcado para 29 de novembro.

VITÓRIA SC À PROCURA DE UMA VAGA NA I DIVISÃO

O Vitória SC também poderá vir a fazer parte do grupo das 14 equipas da I Divisão, mas terá que disputar a Fase de Subida, que se inicia a 10 de setembro no Centro de Congressos Matosinhos.

Na fase concentrada, marcada para os dias 10, 11 e 12 de setembro, o Vitória SC, orientado por Óscar Barros, defronta o SL Benfica e o ADRE Praiense. Os dois primeiros classificados apuram-se para a final da competição onde vão cruzar com os dois primeiros classificados do outro grupo (Lusófona VC, SC Espinho e CS Madeira). A segunda fase está marcada para os dias 25 e 26. Sobem duas equipas.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS