BASQUETEBOL

Adriano Cerdeira à frente dos Sub-14 Masculinos do SC Braga Basquetebol

Adriano Cerdeira é o novo treinador principal da equipa de Sub-14 Masculinos do SC Braga Basquetebol. O técnico, que recentemente concluiu o mestrado em Alto Rendimento Desportivo, mostra-se entusiasmado com o novo projeto e traça como objetivo principal “a formação de boas pessoas e a construção de uma boa base basquetebolística” que permita “a continuidade de um processo formativo de excelência”.

Adriano Cerdeira, que coordenou, no último ano, a preparação física da formação masculina e fez equipa com João Miguel Noivo nos Sub-16 masculinos, que se sagraram Campeões Distritais da Associação de Basquetebol de Braga, vai trabalhar com Guilherme Pinheiro, contando ainda com a colaboração de André Gomes e Manuel Valentim.

VASTO CURRICULUM NO BASQUETEBOL

O novo treinador dos Sub-14 conta com um vasto curriculum no Basquetebol. Como jogador representou durante seis anos o Grupo Desportivo André Soares. Como treinador, sempre no SC Braga, esteve à frente das Sub-16 Femininas, Sub-19 Femininas e Seniores B Masculinos. Passou ainda como adjunto pelo Sub-16 masculinos (dois anos), Seniores B Masculinos, Seniores A (Proliga) e pela Seleção Distrital da ABB de Sub-16 Masculinos.

Para a nova época o desafio são os Sub-14 masculinos. Uma equipa que deu cartas na época passada, vencendo de forma categórica o Campeonato Regional da ABB/ABVC, e estava a disputar o Campeonato Nacional quando foram interrompidas as competições.

Adriano Cerdeira está ciente da exigência que o espera, mas diz-se entusiasmado com o papel de treinador/formador.

“ESTE PAPEL DE TREINADOR/EDUCADOR DEIXA-ME EXTREMAMENTE MOTIVADO E ENTUSIASMADO”

“O escalão de Sub-14 exige a todos os treinadores um enorme sentido de responsabilidade no processo de formação não só de futuros atletas, mas acima de tudo de grandes homens” começou por referir aquele treinador, que adiantou que “neste sentido, procuro deixar uma marca verdadeiramente positiva na vida de todos os atletas. Esta papel de treinador/educador deixa-me extremamente motivado e entusiasmado para este grande projeto desportivo”.

Quanto aos objetivos, Adriano Cerdeira garante que “os objetivos da equipa estruturam-se em torno de duas dimensões, a formação de boas pessoas, ou seja, ajudar os atletas a compreender e praticar os valores e responsabilidades fundamentais de um “Guerreiro do Minho”, e a construção de uma boa base basquetebolística que permita a continuidade de um processo formativo de excelência”.

“SER CAMPEÃO É APENAS UMA CONSEQUÊNCIA DE TODO O TRABALHO”

Adriano Cerdeira adiantou ainda que “Esta equipa enquadra-se no patamar de formação de “treinar para treinar”, como tal, o seu objetivo central deve focar-se na valorização do processo de trabalho, queremos que os nossos atletas compreendam que só é possível competir e ganhar se treinarmos bem durante todo o ano. Ser campeão é apenas uma consequência de todo este trabalho realizado, e, como SC Braga que somos, estou certo de que daremos tudo, em treino e em jogo, para o conseguir”.

Interrogado sobre o que conhece da equipa que vai te ao se dispor, Adriano Cerdeira referiu que “este grupo de atletas têm muito potencial, apresentam já algumas bases desenvolvidas, mas precisam ainda de cimentar vários aspetos da técnica/tática individual. Sei que estes atletas estarão dispostos a trabalhar o que for preciso para crescerem como equipa e como jogadores”. 

“VAMOS PREOCUPAR-NOS EM FORMAR”

O SC Braga deu cartas na última temporada, tendo-se sagrado Campeão Regional e assegurado a presença no Campeonato Nacional. O que há a mudar para a nova temporada?

“Este ano vamos preocupar-nos em Formar. Queremos que os nossos atletas compreendam qual a identidade do clube, os nossos valores e todo o trabalho que a eles está associado. Queremos que os nossos jogadores se apaixonem pela modalidade e que se transformem em atletas e pessoas de enorme caráter”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS