CICLISMO

1.º BTT DHI Paredes de Coura adiado para setembro

1.º BTT DHI Paredes de Coura, prova que marcava a estreia da pista de Insalde DH, que se situa em ‘Chã de Lamas’, Paredes de Coura, foi adiado,em princípio, para setembro.

O 1.º BTT DHI Paredes de Coura estava marcado para domingo e era a segunda prova do Campeonato do Minho de BTT DHI – CISION, numa organização da Associação de Ciclismo do Minho em conjunto com a Câmara Municipal de Paredes de Coura.

“AGUARDAMOS POR NOVIDADES”

O entusiasmo da estreia da pista e da equipa de Downhill de Paredes de Coura, o Coura DH Team, deu lugar à ansiedade de ir para a pista…

“Em princípio a prova foi adiada para setembro. Continuo à espera de novidades sobre as competições, mas o certo é que se houver uma segunda vaga da pandemia terá que ficar adiada para o próximo ano” começou por referir Luciano Oliveira, diretor da equipa de Paredes de Coura, que está à frente da pista de Insalde DH.

“PRETENDEMOS FAZER A ÉPOCA POSSÍVEL”

Aquele responsável lembrou que “esta pandemia veio alterar os planos da pista, das competições e de tudo o resto”.

O Coura DH Team já tem a pista pronta para receber as provas, faltando ultimar os apoios para a equipa participar nas provas… “já temos a pista pronta. Os apoios é que ainda estamos a tratar. Seja como for pretendemos fazer a época que for possível fazer, participar nas competições que forem reagendadas”.

COURA DH TEAM FORMADA

O Coura DH Team é composto por cinco elementos: o Júnior Gabriel Nogueira, os Elites Márcio Pinto, Samuel Grilo e João Miguel e o Master 40 Luciano Oliveira, que já treinam de forma a preparar as provas que forem marcadas: “nós não podemos parar de treinar. Parar é morrer. Estivemos parados durante o estado de emergência, mas com o levantamento das restrições regressamos aos treinos. Tentamos ter o máximo cuidado, embora as quedas façam parte deste desporto, mas já estamos habituados e nem pensamos nisso”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS