HÓQUEI EM PATINS

Licínio Santos “não fazia sentido continuarmos com as competições”

A Associação de Patinagem do Minho decidiu, no início da semana, dar por encerradas todas as competições de hóquei em patins. Ficaram assim canceladas as Taças do Minho – Sub-13, Sub-15 e Sub-17, bem como o Torneio de Encerramento.

 Licínio Santos, presidente da APM, referiu que “não fazia sentido continuarmos com as competições quando, devido a esta situação pandémica, a FPP já tinha cancelado os Campeonatos Nacionais da formação. As provas que estávamos a realizar são de manutenção, permitem aos clubes continuarem em ação, podendo utilizar os atletas nos escalões superiores”.

Nesse contexto: “decidimos dar por encerradas as nossas competições, até porque os próprios pais mostravam-se preocupados com as condições como os atletas iriam regressar aos treinos e aos jogos”.

PAVILHÕES RESERVADOS COMO HOSPITAIS DE CAMPANHA

Licínio Santos lembrou ainda que “depois tínhamos ainda a questão dos pavilhões, pois alguns estão reservados como hospitais de campanha para o Covid-19, como é o caso do Pavilhão de Barcelos, o Pavilhão de Campo, que está fechado e higienizado para o caso se ser preciso, o Pavilhão de Ponte de Lima”.

“Penso que tomamos a atitude certa neste momento tão complicado para todos nós. Os clubes e os pais aceitarem bem esta medida, até porque agora o mais importante é mantermo-nos todos em segurança”.

COMPETIÇÕES SENIORES: “AINDA HÁ MUITO PARA DEFINIR”

Relativamente à medida que a Federação de Patinagem de Portugal em encerrar as competições seniores, Licínio Santos referiu que “é uma decisão da FPP, que já era expetável devido a tudo porque estamos a passar. Agora a FPP ainda vai definir como vai realizar as poules de subidas e como elas vão decorrer. É uma tarefa árdua, mas temos que esperar para saber como se vão definir as subidas e quais são as decisões quanto às descidas”.

“Eu sei que a FPP está em constante contacto com os clubes para tomar a melhor decisão e essa é uma questão que ultrapassa um pouco a APM, porque as provas são organizadas pela FPP. Vamos aguardar e estar atentos”

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS