VOLEIBOL

Lamaçães e CARTaipense já conhecem adversários

Escola de Lamaçães e CARTaipense já conhecem os adversários do Campeonato Nacional de Infantis, que arranca a oito de março e apura os dois primeiros classificados de cada série para a Final8.

O sorteio realizou-se esta tarde e ditou que Escola de Lamaçães ficasse na Série B, tendo como adversários a AAS Mamede, SC Arcozelo, Boavista FC, Santo Tirso e S Vila Real Benfica.

Na jornada inaugural a equipa orientada por Guilhermina Rodrigues desloca-se ao recinto do AA S. Mamede. No primeiro jogo em casa, marcado para o dia 15 de março, o Lamaçães recebe o SVR Benfica.

O CARTaipense ficou inserido na Série A e vai defrontar as equipas do Castêlo da Maia, Ala Gondomar, Leixões, Vilacondense e CA Bragança.

Na primeira jornada a equipa treinada por Rita Ribeiro joga, fora de portas, frente ao Castêlo da Maia.

 

GUILHERMINA RODRIGUES: “SORTEIO ESPERADO”

 

Guilhermina Rodrigues, treinadora da Escola de Lamaçães, mostrou-se satisfeita com o resultado do sorteio, que já era algo esperado devido ao cruzamento das séries.

“O resultado do sorteio era o esperado porque já temos uma ideia de como se cruzam as séries. Dentro disso ficamos satisfeitos porque em termos de deslocações, ele foi favorável, apenas temos uma saída mais longe, a Vila Real”, disse a treinadora da Escola de Lamaçães.

Guilhermina Rodrigues referiu ainda que “entramos numa fase em que se apuram duas equipas para a Final 8. Os adversários que vamos defrontar são completamente desconhecidos, todos têm equipas novas”.

Sobre os adversários salientou ainda que “temos que estar atentos a todos os adversários. Agora, claro que sabemos que vamos defrontar o primeiro e o segundo classificado do Porto. O A AAS Mamede e o Arcozelo têm grandes tradições no Voleibol e costumam ter equipas muito boas, muito difíceis. Depois vamos encontrar equipas que andam há muitos anos no Voleibol e costumam apresentar equipas muito consistentes. E é de salientar ainda a presença de uma equipa de Vila Real, onde o Voleibol está a evoluir muito. Acho que estamos num grupo forte e que vai proporcionar bons jogos de Voleibol”.

 

OBJETIVO: CHEGAR À FINAL 8

Sobre a sua equipa, Guilhermina Rodrigues salientou que “nestas idades a nossa aposta é no processo de formação. A nossa equipa tem crescido muito, infelizmente, temos tido alguns contratempos de lesões e doenças, que está a complicar a gestão do grupo. Mas com o plantel disponível vamos continuar com o processo de formação. Depois jogo a jogo vamos verificar os nossos pontos fortes, tentar perceber as dificuldades que os nossos adversários nos vão colocar e aproveitar para evoluir… se conseguirmos juntar a isso a vitória em casa jogo, melhor”.

Para a treinadora do Lamaçães chegar a Final 8 é agora o objetivo, porque “era uma experiência única na carreira de uma jovem atleta, apenas chegam lá oito equipas”.

“Estamos muito contentes por estar no lote de 24 e agora apenas oito terão acesso a esse fim de semana de muito voleibol. Esse agora é o objetivo a atingir. Estamos conscientes que estamos a falar de atletas muito jovens, em que tudo é novidade, tudo é muito incerto. Às vezes jogasse bem e ganha-se e outras vezes joga-se e até se ganha”.

A Escola de Lamaçães está a participar no Torneio AVP durante este interregno dos campeonatos. Guilhermina Rodrigues explicou que “optamos por participar no Torneio AVP em Iniciados Femininos com o objetivo de preparar a equipa para estes desafios que aí vêm e ir observando a evolução individual de cada atleta”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS