CICLISMO

Minhotos partem à conquista do Prémio Cidade de Fafe

O Prémio Cidade de Fafe vai para a estrada já este sábado, naquela que é a primeira prova do Campeonato do Minho de Ciclismo de Estrada – Arrecadações da Quintã época 2021 para a categoria de Juniores.

Numa organização da Associação de Ciclismo do Minho com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, o Prémio Cidade de Fafe vai ser disputado em circuito com um total de 71,4 quilómetros e conta com cerca de 110 ciclistas inscritos. Do Minho estão inscritos mais de 25 atletas em representação de Tensai/Sambiental/Santa Marta (dois), CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor (8) e Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact (16). Diogo Mendes, ciclista de Guimarães, alinha na Academia Ciclismo de Paredes.

PEDRO PINTO (SEISSA): “ESTOU MAIS CONFIANTE”

Pedro Pinto, que este ano se estreia no escalão de Juniores, é um dos ciclistas mais promissores da Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact e parte para a prova de Fafe “confiante” e com o grande objetivo de ajudar a equipa…

“Depois da primeira prova da Taça de Portugal sinto-me mais confiante e mais à vontade com as corridas que se aproximam!” começou por afirmar o ciclista de Guimarães, que salientou que “a corrida de Fafe faz bastante a minha forma de ser como ciclista e combina com o meu estilo!”.

“O facto de correr em casa tem um peso maior, mas nada que crie pressão!”, referiu Pedro Pinto.

Qual o teu objetivo para esta prova? “O meu objetivo na corrida é acima de tudo poder ajudar a equipa em tudo o que for necessário…e na hora decisiva estarmos lá!”.

Pedro Pinto considera que “a preparação tem corrido na perfeição! Os treinos que tenho realizado estão a dar frutos e tenho excelentes profissionais a trabalhar comigo!”.

LUÍS ANDRÉ RIBEIRO (CC BARCELOS) ‘ESPREITA’ O TOP10

Luís André Ribeiro é um dos ciclistas a ter em conta na promissora equipa de Juniores do CC Barcelos/A.F.F./Flynx/H.M. Motor.

O ciclista da zona de Esposende parte confiante para a primeira corrida do Campeonato do Minho e assegura que “estou a encarar esta corrida com bastante ambição e muito feliz por ser ‘perto’ de casa”.

Questionado sobre as ambições para corrida de sábado, Luís André Ribeiro referiu que “vou tentar fazer um bom resultado, ficava muito contente com um top 10, mas ainda é ‘cedo’ para dizer porque só fizemos uma prova. Ainda não conheço muito bem as minhas sensações a nível de competição…”. Certo é que “quero aproveitar a prova para ganhar mais ritmo competitivo, que vai fazer muito falta para as provas que se avizinham”.

Luís André Ribeiro foi o ciclista do CC Barcelos melhor classificado na primeira prova do ano de Juniores – Circuito CAR da Anadia -, mas salienta que “a corrida correu dentro do que era possível dadas as condições. Como equipa estávamos à espera de fazer melhor, mas foi a primeira corrida…cada prova que haja, vamos tentar evoluir e conseguir cada vez melhores resultados. Todos temos capacidades e vamos aproveitar as nossas qualidades”.

No Prémio Cidade de Fafe, Luís André Ribeiro vai encontrar um percurso curto e exigente… “algo que não me favorece muito, mas vamos ver como correr. Temos de estar preparados para todos os percursos”.

Como tem corrido a preparação? “Os treinos têm corrido bem. Tento sempre cumprir o plano de treino com todos os ritmos e séries pedidas. Foi pena os treinos de equipa começarem há ‘pouco’ tempo porque os treinos de equipa são bastante importantes e ajudam-nos imenso”.

FLÁVIO MARTINS (TENSAI): “CORRER NO MINHO TEM OUTRA EMOÇÃO”

Flávio Martins é um dos mais novos atletas da equipa Júnior da Tensai/Sambiental/Santa Marta. O ciclista, que se estreia este ano no escalão, parte para o Prémio Cidade de Fafe à procura de melhorar a sua forma.

Flávio Martins diz-se “feliz por correr do Minho. É sempre com emoção que corremos na nossa região e queremos sempre lutar mais, ir mais à frente. A correr em ‘casa’ a vontade parece mais forte. Correr do Minho tem outra emoção”.

Quanto à corrida em si, o ciclista da Tensai salientou que “começamos a preparação mais tarde e, por isso, ainda não estamos no nosso melhor para a altura. Mas o que queremos é ter um final de época bom e então superar todas as minhas expetativas”.

Quanto a objetivos para Fafe, Flávio Martins assegura que “o meu grande objetivo é acabar a corrida. Aproveitar esta corrida para me preparar para o que aí vem. Depois é ir melhorando dia após”.

Considerando que “o facto de ter começado a preparação mais tarde, faz toda a diferença nestas primeiras corridas”, Flávio Martins mostra-se confiante que “com o decorrer da época, vou conseguir melhor e superar as minhas expetativas e estar em bom plano nas provas nacionais”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS