BASQUETEBOL

BC Barcelos reforçado para regresso à competição

O BC Barcelos apresenta-se reforçado para o regresso ao Campeonato Nacional da II Divisão Nacional feminino de Basquetebol. Viktoria Pankova, bielorrussa de 27 anos que já passou pelo Vitória SC, Boa Viagem e CAB Madeira, é a mais recente aquisição do conjunto treinado por Pedro Maio.

O treinador da equipa Sénior feminina do BC Barcelos explica que “tivemos a oportunidade de reforçar a equipa com a Viktoria, ela está a residir na Póvoa de Varzim há algum tempo e sabendo disso achamos que, nesta altura, fazia todo o sentido contratá-la. É uma jogadora que nos vai reforçar algumas características. Mais do que resolver problemas, a Viktoria é alguém que vem tornar a equipa mais forte, com mais soluções e pensamos que é uma aquisição que vai ser importante para a equipa”.

INÊS LAMEIRA A RECUPERAR E TÂNIA GOMES DE REGRESSO

Neste retomar de época, Pedro Maio conta com toda as atletas que tinham em janeiro… “para já a equipa está de acordo com o grupo que viu o trabalho suspenso em janeiro. Todas as atletas voltaram. Apenas uma – Inês Lameira – não pode, neste momento, treinar porque está a recuperar de uma intervenção cirúrgica”.

De regresso aos treinos sem limitações está a capitã Tânia Gomes: “a Tânia é um elemento muito importante para o grupo. É a capitã e uma pessoa com uma vontade enorme, uma determinação e uma ligação ao Basquetebol e ao BC Barcelos muito forte. Quanto tudo fechou ela estava em fase de recuperação, já a tentar integrar-se nos trabalhos, mas com muitos cuidados, porque a lesão dela foi penosa e a recuperação muito longa. Ela conseguiu aproveitar o confinamento e fazer um pouco mais e está disponível para o jogo que marca o nosso regresso à competição”.

O BC Barcelos já está a treinar há uma semana e Pedro Maio considera que “estamos preparados para o regresso à competição”. Claro que “todo o trabalho está a ser feito em contrarrelógio, de uma forma muito concentrada. Nós tentamos ao máximo precavermo-nos para as questões que tem a ver com a questão física. Para além de fazermos algum trabalho de casa, como visionar vídeos, exemplos positivos de Basquetebol, trabalhamos a força e cárdio e, de certa forma, isso saltou à vista nesta primeira semana de treinos”.

“Claro que haverá outras coisas a trabalhar e que se prendem mais com a competição, mas serão processos que teremos de avaliar na competição e só o poderemos fazer depois do primeiro jogo”.

Pedro Maio considera ainda que, nesta fase, “não será preciso trabalhar o aspeto motivacional porque todos os atletas em geral estão com uma grande vontade de regressar à competição e à normalidade dos treinos e dos jogos. Agora precisamos de criar ‘estamina’, aquela faísca de competição, que leva os atletas a estarem preparados e concentrados para o trabalho que tem de ser feito dentro de campo. Os atletas vivem de rotinas e essas rotinas demoram a adquirir…O entusiasmo é bom, o desafio agora prendem-se com as questões táticas, que são importantes, o foco e a atenção”.

ARRANQUE COM O JOSÉ RÉGIO

O BC Barcelos é à entrada para esta nova fase do campeonato a única equipa sem derrotas. Algo que motiva o conjunto de Pedro Maio, treinador que refere que “estamos a encarar o jogo com muita seriedade, queremos dar continuidade ao trabalho que estávamos a fazer. Sabemos que o José Régio é um adversário muito valoroso, com muitos atributos. Estamos à espera de um jogo difícil, mas nós temos a noção que, nesta fase, cada jogo será um autêntico desafio para todos nós. Respeitamos muito o adversário, mas queremos jogar com o máximo de intensidade e dar o nosso melhor”.

À entrada para uma nova fase da época, e depois de tantas paragens, tem algum receio? “Depois de um ano atípico, de uma experiência limite, com confinamentos, confinamentos profiláticos, paragens e arranques, acho que temos é de aproveitar esta fase e isto deve ser motivo de alegria. Devemos aproveitar o facto de estarmos a treinar e de podermos jogar. Claro que teremos sempre alguma responsabilidade nos resultados porque estamos numa modalidade desportiva. De resto, e como ainda não estamos fora da pandemia, vamos esperar estar na parte boa do processo e não termos que recuar…Não queremos voltar a parar”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS