CICLISMO

Henrique Martins: “o objetivo é ajudar a equipa”

“O grande objetivo é ajudar a equipa o máximo que conseguir”, disse Henrique Martins, ciclista de Viana do Castelo que alinha na Porminho Team Sub-23/UCT, que amanhã participa na Clássica Aldeias do Xisto, segunda prova da Taça de Portugal.

Nesta segunda corrida do ano os ciclistas, que liga as Aldeias do Xisto da Benfeita, concelho de Arganil, e do Fajão, concelho de Pampilhosa da Serra, os ciclistas vão ter pela frente um percurso de 142 quilómetros, com um acumulado de 2700m.

Henrique Martins, que está no seu terceiro ano de Sub-23, sabe que “a corrida deste domingo vai ser bem diferente da Prova de Abertura”, desde logo porque na Clássica Aldeias do Xisto os Sub-23 vão correr com os Profissionais. “Não intimida correr ao lado dos Profissionais, serve até de motivação”, mas “a corrida vai ser muito dura e com um ritmo muito puxado”.

Henrique Martins diz-se “preparado” para ir para a estrada e salienta que “a preparação tem corrido bem, tenho feito a melhor preparação que consigo”, por isso “estou confiante para esta segunda corrida da época”.

MINHOTOS COM AMBIÇÕES

Para além de Henrique Martins são 13 os ciclistas, Profissionais e Sub-23, que marcam presença na quarta edição da Clássica Aldeias do Xisto, a única prova oficial de competição que começa e acaba numa aldeia.

Entre os ciclistas minhotos de realçar a presença dos consagrados César Fonte, que fez segundo lugar na Prova de Abertura, Tiago Machado e João Benta. Uma atenção especial para Pedro Miguel Lopes, que esteve na fuga do dia em Aveiro, e pode ser uma das apostas da Kelly para esta corrida.

Marco Marques, atleta de Viana do Castelo que alinha nos espanhóis da Manuela Fundacion, ‘estreia-se’ nas provas em Portugal.

Os ciclistas minhotos presentes são: César Fonte, Hélder Gonçalves, João Salgado e Pedro Miguel Lopes (Kelly/Simoldes/UDO), Tiago Machado, João Benta, Vinício Rodrigues e Pedro Silva (Rádio Popular/Boavista), Diogo Costa e Roberto Cardoso (Fortunna-Maia), Diogo Almeida e Henrique Martins (Porminho Team Sub-23) e Marco Marques (Manuela Fundacion).

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS