CANOAGEM

DKC de Viana com a maior comitiva de sempre na Taça de Portugal

DKC de Viana participa na Taça de Portugal de Velocidade, que se realiza no fim de semana, em Montemor-o-Velho, com a maior comitiva de sempre. O conjunto de Viana do Castelo leva 25 canoístas com o objetivo de darem o seu melhor e, acima de tudo, “se divirtam e sejam felizes”, como referiu Américo Castro, presidente do clube.

A DKC de Viana já tem participado, com alguns canoístas, em algumas provas no estrangeiro, mas parte para a primeira prova em solo nacional determinado em fazer uma boa prova e aferir do estado de forma dos seus atletas…

“Vamos participar nesta prova com 25 atletas, o maior o número de sempre da DKC na Taça de Portugal de Velocidade. Mesmo assim, a pandemia não permite que levemos todos os atletas, pois o confinamento afetou mais uns que outros, nem todos estão preparados e alguns ainda não regressaram”, referiu Américo Castro.

“Face às circunstâncias e à incerteza provocada pelo estado sanitário que atravessamos será sempre difícil traçar objetivos que não sejam que os atletas deem o seu melhor, que se mantenham na melhor forma possível, que se divirtam e sejam felizes”, acrescentou.

“AFERIR O ESTADO E DESEMPENHO DOS NOSSOS ATLETAS”

Aquele responsável referiu ainda que “a prova também servirá para aferir o estado e o desempenho dos nossos atletas a fim de os avaliar e continuar a preparar a participação nas provas que se avizinham”.

Américo Castro salientou que “em termos logísticos vai ser uma prova complexa que obriga o clube a um esforço adicional de organização, mas o futuro está aqui e temos que nos adaptar a ele e viver o melhor possível nestas circunstâncias” e adiantou: “a DKC de Viana preocupa-se nesta fase com a saúde dos atletas, o seu bem mais precioso. Poder proporcionar a um grande número de jovens a prática da competição, contribuiu para a sanidade mental dos atletas e nesse aspeto é uma grande ajuda às famílias”.

De referir que a DKC de Viana está presente em várias frentes: “neste momento com grande incidência na velocidade e no slalom, na competição nacional e na competição internacional”.

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS