CANOAGEM

Beatriz Lamas (CNP Lima): “sair da água com o sentimento do dever cumprido”

“O principal objetivo é sair da água com o sentimento de dever cumprido e fazer o melhor resultado possível”, é com este espírito que Beatriz Lamas, canoísta do Clube Náutico de Ponte de Lima, parte para as primeiras competições do ano de Canoagem.

Beatriz Lamas participa entre sexta-feira e domingo em três competições distintas: Seletiva Interna de Velocidade (em conjunto com Inês Penetra, do Gemeses), sábado e domingo (de manhã) disputa a Taça de Portugal e domingo de tarde participa no Campeonato Nacional Universitário de Canoagem.

“Vai ser um fim de semana preenchido e duro, mas em que vou dar o meu melhor para alcançar os melhores resultados”, referiu a atleta do CN Ponte Lima.

 

“BAIXAR TEMPO PARA CHEGAR A SZEGED”

 

Beatriz Lamas faz parte do restrito grupo de canoístas que participa sexta-feira na Seletiva Interna de Velocidade, que se realiza no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho e em que o objetivo passa por conquistarem um tempo que lhes permita disputar a vaga olímpica em Szeged.

“Vamos tentar baixar os 02:09m, sabemos que não será fácil (devido as condições atmosféricas), mas o objetivo será fazermos ou baixarmos os 02:09 para podermos ir ao apuramento olímpico”, começou por referir a atleta do CN Ponte de Lima.

Beatriz Lamas salientou que “a preparação tem corrido bem. Somos uma tripulação recente, mas ambas estamos a dar o nosso melhor para que resulte”.

Este é o primeiro passo que a dupla minhota dá na tentativa de chegar ainda aos Jogos Olímpicos de Tóquio… “Temos a consciência que será muito complicado e talvez ainda não estejamos preparadas para tal, mas daremos o nosso melhor, esta passagem é uma aprendizagem e um crescimento como atleta”, disse Beatriz Lamas, que salientou que “servirá sempre para prepararmos o que vem pela frente”.

 

“QUERO FAZER O MELHOR RESULTADO POSSÍVEL”

 

No sábado, Beatriz Lamas participa na Taça de Portugal de Velocidade pelo Clube Náutico de Ponte de Lima, numa prova que marca a sua estreia num novo escalão…

“Será a minha primeira prova como Sénior, mas, claramente, quero entrar com o pé direito neste escalão”, disse a jovem limiana, que garante que “quero fazer o melhor resultado possível”.

Ser atleta do CN Ponte Lima ‘exige’ estar na luta pelos primeiros lugares? “Não diria isso. Parte muito de nós e dos nossos objetivos. Mas temos o acompanhamento necessário para que isso aconteça e, claro que, querendo seguir o exemplo dos mais velhos acabamos por sentir um ‘dever’ para continuar a fazer história no clube e sermos o exemplo para os que estão a iniciar agora a modalidade”.

Beatriz Lamas, que entra ainda nas contas da classificação de Sub-23,  vai participar nas provas de C1 500 e C1 200 e, confessa, quer estar na luta pelos primeiros lugares… “Acho que este ano as finais das canoas femininas serão mais disputadas e que o pódio estará em aberto”, mas “estar lá será sempre o objetivo e quem sabe numa das distâncias conseguir o título”.

 

BEATRIZ LAMAS APONTA AO PÓDIO NOS CNU’S

 

Os pódios são também o objetivo de Beatriz Lamas nos Campeonatos Nacionais Universitários, que se realizam na tarde de domingo.

A atleta, que vai representar a Universidade de Coimbra, vai participar nas provas de C1 500 e C1 200m e ainda em C2 500 com Márcia Faria (CN Prado).

“Espero estar na luta pelos pódios e pelos títulos”, referiu Beatriz Lamas, que adiantou que “acho que não seremos muitas em prova, mas acredito que vão ser provas muito renhidas”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS