CICLISMO

Tiago Machado: “quero ser útil à equipa”

“Quero ser útil à equipa na concretização dos seus objetivos” é com este espírito que Tiago Machado, ciclista de Famalicão que alinha na Rádio Popular-Boavista, está a encarar a Prova de Abertura – Região de Aveiro, que se realiza no próximo domingo.

Tiago Machado garante que “sinto-me bem”, mas salienta que “uma coisa é treinar, outra é a competição! Fiz a preparação que achava a mais adequada, agora é ver o estado de forma em que encontro na Prova de Abertura”.

“TREINOS TÊM CORRIDO BEM”

O ciclista famalicense salienta que “sendo a primeira prova é sempre uma incógnita, nunca sabemos bem como estamos e como estão os adversários. Vamos indo e vamos vendo como estão as coisas e o que temos de melhorar”.

Para já os “os treinos têm corrido muito bem e naturalmente!” disse Tiago Machado, que considera que “os estágios da equipa foram proveitosos para criar um bom espírito de grupo”.

Quanto à adaptação à equipa, o ciclista de Famalicão referiu que “foi fácil. Já conhecia grande parte dos ciclistas e os diretores já tinha trabalhado com eles de 2005 a 2009”.

“ESTÁ NO NOSSO ADN A COMPETIÇÃO”

A uma semana do arranque das competições como te sentes? Ansioso? “Nada de mais, é mais uma! E que venha rápido, pois nem nos anos de Júnior iniciei uma temporada tão tarde !”, disse Tiago Machado, que confessou que “já sinto falta da competição e acredito que todos o sentem. Está no nosso ADN a competição, é difícil ficar tanto tempo sem competições”.

Partes para a nova época com alguma receio? “Não devemos ter medo daquilo que não podemos controlar! Temos de acreditar que o calendário irá ser cumprido, aliás por todo o mundo se vão realizando as corridas e acredito que Portugal não será exceção”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS