NATAÇÃO

SC Braga no pódio no Open de Coimbra

O SC Braga conquistou o pódio no Open de Natação “Coimbra – Rumo a Tóquio 2021”, que se realizou no Complexo Olímpico de Piscinas no fim de semana.

A equipa bracarense saiu de Coimbra na terceira posição, com seis medalhas, sendo quatro de ouro, uma de prata e uma de bronze.

A Escola Desportiva de Viana, que se apresentou com a nadadora Ana Rodrigues, fez oitavo lugar, com quatro medalhas (duas de ouro e duas de bronze), enquanto o Vitória SC foi 11.º com três medalhas (1+1+1).

JOSÉ PAULO LOPES VENCE

Em termos individuais o destaque da jornada da tarde vai para José Paulo Lopes, do SC Braga, que venceu o s 800m Livres com o tempo de 8.0453m.

O nadador bracarense voltou a fazer uma boa marca, tendo deixado o seu mais direto adversário a mais de 14s. De referir que José Paulo Lopes já ontem tinha vencido os 400m Estilos, confirmando os mínimos para os CEPL e ficando muito perto dos mínimos para os Jogos Olímpicos.

José Paulo Lopes alcançou ainda o terceiro lugar na Tabela por Pontos (Melhor Performance), com 844 pontos.

O SC Braga viu ainda Rafael Simões alcançar o terceiro lugar nos 100m Bruços, com o tempo de 1:03.99.

ANA RODRIGUES (EDV) COM DUPLO PÓDIO

Ana Rodrigues, da Escola Desportiva de Viana, esteve em excelente plano na sessão da tarde do Open de Natação de Coimbra. A nadadora do clube de Viana do Castelo venceu os 50m Livres com o tempo de 26.14 e foi terceira classificada nos 100m Bruços (1:13.44m).

Ana Rodrigues, que na sessão da manhã venceu so 50m Bruços, sai de Coimbra com quatro medalhas, duas de ouro e duas de bronze. A nadadora da EDV foi ainda terceira na Tabela por Pontos, com 813 pontos.

Na sessão da tarde, de realçar ainda a vitória de João Nogueira Costa, do Vitória SC, na prova dos 100m Costas. O nadador de Guimarães concluiu a prova em 55.15s.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS