BASQUETEBOL

Carlos Fechas “temos de ser verdadeiros conquistadores”

“Temos de ser verdadeiros conquistadores durante os 40 minutos e disputar cada lance como se fosse o último” foi assim que Carlos Fechas, treinador do Vitória SC, começou por abordar o jogo com o Sporting, referente aos quartos de final da Taça de Portugal masculina de Basquetebol, que se realiza sábado, pelas 11 horas.

Em Guimarães o jogo está a ser encarado com otimismo e motivação, mas também muita atenção, até porque “é um jogo a eliminar, em que não há amanhã. Temos que dar tudo o que temos, deixar tudo em campo”, referiu Carlos Fechas, que adiantou: “temos de estar 100 por cento focados no plano de jogo, se o conseguirmos fazer, se conseguirmos igualar a intensidade do adversário e formos mentalmente muito forte, tudo é possível”.

“Já demonstramos, frente ao Imortal no último fim de semana, que podemos ser mais fortes. Nós entramos mal, no primeiro quarto não estivemos bem, mas depois corrigimos e fomos uma equipa diferente nos restantes quartos”, disse Carlos Fechas, que acredita que “se conseguirmos ser mentalmente fortes, podemo-nos transcender e atingir outro nível”.

“DISPUTAR CADA LANCE COM O SE FOSSE O ÚLTIMO”

O Vitória SC já defrontou duas vezes o Sporting esta temporada – ‘Final Four’ da Taça de Portugal 2019/2020, realizada em setembro – e para a Liga Placard, em fevereiro. Perdeu os dois jogos, mas deu uma excelente resposta, tendo discutido os jogos até aos momentos finais.

“O Sporting é uma equipa muito forte, mas nós, quer no primeiro jogo a contar para Taça de Portugal, quer depois em casa, sentimos que estivemos muito próximo deles e que jogamos o nosso melhor Basquetebol” referiu o treinador do Vitória SC, que acrescentou que “temos de fazer isso mesmo, jogar o nosso melhor Basquetebol, ter uma mentalidade conquistadora e ambição, perceber que lhes podemos ganhar. Temos de disputar cada lance como se fosse o último. Nós temos aptidões técnicas e táticas para poder ganhar, agora temos de ser muito fortes mentalmente. Temos de ter mentalidade conquistadora”.

TRAVAR INTENSIDADE E INDIVIDUALIDADES DO SPORTING

Questionado sobre quais as atenções que vai ter frente ao atual detentor da Taça de Portugal, Carlos Fechas referiu que “o Sporting tem muitas individualidades que fazem a diferença, jogadores com muita qualidade como o Travante Williams, James Ellisor, Shakir Smith, Micah Downs. É uma equipa com grande valor ofensivo, com um base que é muito ofensivo e penetrador, e que tem como ponto forte a intensidade que consegue utilizar em campo, o que acaba por provocar muitos erros aos adversários. Nós temos que contrapor isso com um Basquetebol organizado e não nos deixarmos frustrar com os erros que possamos cometer e, ao mesmo tempo, tentarmos explorar os pontos fracos do Sporting”.

SEMANA DE MUITO TRABALHO…TAMBÉM A NÍVEL MENTAL

Como está a ser vivida esta semana? “É uma semana de grande trabalho. Estão a aproximar-se as decisões. Logo a seguir à Taça, temos um jogo decisivo na Liga…Basicamente jogam-se as finais. Os treinos estão a ser nesse sentido, de preparar a equipa, mesmo a nível mental para ultrapassar as dificuldades. Temos o dilema de não sermos tão resilientes como queríamos, mas queremos ser fortes e verdadeiros conquistadores. Temos de estar preparados para discutir cada lance como se fosse o último. É esse o espírito que estamos a incutir nos treinos”.

O Vitória SC parte para o jogo dos quartos de final da Taça de Portugal com alguns jogadores tocados. Alexander Peacok não jogou frente ao Imortal, por se encontrar lesionado, e está ainda em recuperação.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS