VOLEIBOL

Vitória SC com jornada dupla exigente

O Vitória SC defronta, no fim de semana, SC Braga e Ginásio Vilacondense, na primeira jornada dupla da Série dos Últimos do Campeonato Nacional da I Divisão feminina de Voleibol.

As atenções estão viradas para o jogo de sábado e para aquele que é o ‘derby’ minhoto da segunda jornada desta fase. O encontro ganha ainda mais interesse dada as mudanças técnicas dos dois clubes: João Peixe, que fez parte da equipa técnica do SC Braga até dezembro último, é agora o treinador principal do Vitória SC, enquanto que no SC Braga Carlos Dias assumiu os destinos da equipa muito recentemente.

João Peixe está a preparar a equipa para os dois confrontos, embora considere que “em termos de plano de jogo é impossível preparar os dois jogos. O que fazemos é preparar e pensar no próximo jogo, que neste caso é com o SC Braga, e depois no dia a seguir ver o que se consegue adaptar de um jogo para o outro”.

O treinador do Vitória SC não tem dúvidas que “o jogo mais importante é sempre aquele que se segue. Neste momento as nossas atenções estão viradas para o encontro como SC Braga. Depois vamos pensar no Vilacondense”.

 

“PARA MIM É MAIS UM JOGO”

 

Este é um jogo diferente para si? “Para mim é mais um jogo, neste caso é o próximo jogo. Claro que, dado todo o historial, aumenta a minha responsabilidade. Tenho a obrigação de conhecer bem a equipa do SC Braga”, mas lembrou que “o SC Braga também mudou de treinador e pode aqui e ali apresentar algumas mudanças. É uma equipa aguerrida e que quer ganhar para continuar a aspirar à manutenção”.

Sobre o jogo com o SC Braga, João Peixe garante que “vamos respeitar o nosso modelo de jogo e, naturalmente, tentar contrariar as forças que o SC Braga tem. Queremos vencer e vamos trabalhar para que isso aconteça”.

No domingo, o Vitória SC recebe o Ginásio Vilacondense, equipa que, ao contrário do SC Braga, se reforçou bastante para esta fase decisiva…

“Para o jogo de domingo vamos adaptar o nosso modelo de jogo ao plano traçado para derrotar o adversário. Temos sempre que potenciar os nossos pontos fortes, tentando contrariar o que o adversário tem de melhor”, disse João Peixe, que sobre o Vilacondense referiu que “teremos de ter uma atenção especial porque é uma equipa que se solta muito bem e quando está em vantagem causa alguns estragos” .

João Peixe lembrou que “o Vilacondense reforçou-se bem para esta fase. Conta com a Ana Afonso, que é uma força do Voleibol, e a Ana Figueiras, uma passadora que estava na sombra no AJM/FC Porto, que vieram dar mais consistência à equipa. Isto para já não falar da contratação do treinador, que foi Campeão Nacional pelo Leixões e tem um palmarés admirável no Voleibol. O Mário Martins tem pergaminhos na modalidade. De resto, é uma equipa a quem ainda não ganhamos este ano”.

 

POTENCIAR OS PONTOS FORTES

 

João Peixe assumiu a equipa há uma semana e considera que, neste momento, a sua grande tarefa passa por “potenciar as coisas que estão bem na equipa e tentar melhorar o que estava menos bem”. De resto: “nesta fase não há grandes mudanças a fazer, no sentido em que qualquer mudança em geral implica uma perda de rendimento antes da subida…”.

João Peixe estreou-se com uma vitória, frente ao Belenenses, por 3-0, no jogo da primeira jornada da Fase dos Últimos do Campeonato Nacional da I Divisão e assegura que “fiquei muito satisfeito com o comportamento da equipa. Elas tiveram um desempenho irrepreensível”.

Aliás, João Peixe parte para esta fase decisiva “muito confiante” e adiantou: “esta equipa não obstante as vicissitudes da época, com a saída do primeiro treinador, tinha potencial para ter ficado na primeira metade da tabela classificativa e estar agora a lutar por outros objetivos”.

 

Comentários

Artigos relacionados

Ver também
Fechar
Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS