VOLEIBOL

Vítor Oliveira: “o objetivo é tentar ganhar e qualificarmo-nos para final da Taça Federação”

O AVC Famalicão recebe este sábado, pelas 17 horas, o Clube K, no primeiro jogo do play-off para apuramento para a final da Taça Federação feminina de Voleibol.

Em Famalicão o jogo está a ser encarado com otimismo. As duas mais recentes vitórias – frente ao Clube K, nos Açores, e Benfica – deram um ânimo extra à equipa, que quer apurar-se para a Taça Federação.

“O objetivo é tentar ganhar e qualificarmo-nos para a Taça Federação”, começou por afirmar Vítor Oliveira, treinador do AVC Famalicão, que adiantou: “sabemos das dificuldades que nos esperam, o Clube K esteve sempre nos quatro primeiros lugares, até perder connosco. É uma equipa forte e, portanto, vai ser um jogo complicado”.

“VAMOS TER UM ADVERSÁRIO DIFÍCIL…MAS ELES TAMBÉM”

Afirmando que “nós vamos ter um adversário difícil pela frente”, Vítor Oliveira garante que “eles também vão ter uma equipa complicada e determinada pela frente”.

O AVC Famalicão parte para esta fase – o play-off com o Clube K é a melhor de cinco jogos – mais confiante e fisicamente melhor… “já recuperamos os índices físicos e estamos muito mais confiantes. A vitória nos Açores e frente ao Benfica deram-nos outro alento e motivação. Claro que é sempre melhor trabalhar sobre vitórias do que derrotas”.

Para este primeiro jogo, que se realiza em Famalicão (a segunda e terceira jornada estão marcadas para os Açores), Vítor Oliveira conta com toda a equipa disponível: “há sempre aquelas pequenas mazelas, mas nesta alturas todas as atletas querem jogar”.

De resto, a equipa famalicense pode acusar algum cansaço, pois “foram muitos jogos em muito pouco tempo” refere Vítor Oliveira, que lembra que “depois da paragem devido ao Covid-19, em 27 dias fizemos oito jogos, 33 set’s e pelo meio tivemos algumas viagens mais longas, como aos Açores, Lisboa… A equipa está, naturalmente, cansada, mas esperamos atenuar isso com a motivação que temos”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS