CICLISMO

Daniel Dias estreia-se a correr em Itália

“Sobretudo sinto-me feliz por poder competir numa altura tão complicada como a que estamos a viver. Por poder evoluir e ter estas experiências” foi assim que Daniel Dias, ciclista que representa a Union Cycliste de Mónaco, começou por abordar a sua segunda competição da época.

Depois de participar no Les Boucles du Haut Var, em França, Daniel Dias, que fez parte da sua Formação na equipa barcelense da Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact, estreou-se no fim de semana na correr em Itália, no Firenze-Empoli.

“RITMO BASTANTE COMPETITIVO”

Daniel Dias referiu que estas duas primeiras corridas pelo Union Cycliste de Mónaco “foram muito difíceis. O ritmo é bastante competitivo e as corridas são um pouco mais desorganizadas que em Portugal” e adiantou: “o número de corredores é muito elevado, a rondar os 200, e as estradas são sempre estreitas, o que provoca sempre uma tensão maior”.

Questionado sobre se ficou satisfeito com o seu desempenho, Daniel Dias foi peremptório: “não fiquei satisfeito, mas sei que tenho um longo caminho pela frente”.

Daniel Dias explicou que “no final do ano passado tive uma lesão que me obrigou a parar durante dois meses. Em janeiro, infelizmente, fiquei infetado com o Covid, o que afetou bastante a minha preparação e a minha condição física. Na verdade apenas tenho um mês de treinos e ainda não estou preparado para discutir as competições, mas de corrida para corrida vou-me sentindo melhor e cada corrida é uma nova aprendizagem”.

PRESENTE NP GP GRAN MONFERRATO ELITE NATIONALE

O ex-ciclista da Seissa prepara-se agora para participar, também em Itália, no GP Gran Monferrato Elite Nationale e diz-se feliz por poder continuar a competir…“é muito bom poder correr, isso permite-me melhorar e a longo prazo irei estar melhor”.

Daniel Dias acredita que tomou a opção certa ao ingressar no UCM “foi, sem dúvida, uma boa opção, apesar de estar longe da família. Nesta fase é muito importante ter muitas competições para me poder adaptar ao ritmo e evoluir, de forma a que no futuro possa estar a discutir todas as competições. Temos excelentes condições este ano, o que também é importante para conseguirmos resultados”.

Devido às dificuldades em viajar e às restrições impostas por cada país, Daniel Dias está a viver no Mónaco e assim tem a oportunidade de trabalhar diariamente com os seus colegas de clube “a nível de trabalho não difere muito do que fazia em Portugal, porque em Portugal as equipas são todas super profissionais. E, portanto, pouca diferença senti. Agora temos um staff bastante experiente e não nos falta nada. Tenho a oportunidade de ter várias experiências diferentes do que estava habituado, o que é excelente para evoluir”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS