VOLEIBOL

SC Braga recebe CD Aves

“Encaramos o jogo com muita seriedade. Não tem, para nós, qualquer carácter classificativo, mas serve para dar seguimento a algumas coisas que a equipa tem feito e para aumentar o nível de confiança técnico e tático do grupo” foi assim que João Paulo Mateus, treinador do SC Braga, começou por abordar o jogo com o CD Aves, que se realiza domingo, a partir das 16 horas, e conta para a 25.ª jornada do Campeonato Nacional da I Divisão feminina de Voleibol.

A equipa bracarense tem vindo a preparar-se, sobretudo, para a segunda fase, onde vai lutar pela manutenção no ‘Nacional’ da I Divisão.

Para João Paulo Mateus o jogo com o CD Aves “é um excelente desafio para nós”, até porque “o CD Aves é uma equipa muito forte, com muita qualidade individual, capaz de fazer coisas interessantes. Para nós será um desafio tentar evitar que a equipa do Aves consiga fazer o que costuma fazer. É esse o nosso propósito”.

O facto do SC Braga não lutar, nesta fase, já pela classificação, não pode levar a equipa a ‘relaxar’? “Isso não acontece. A equipa sabe que temos de nos preparar o melhor possível para a fase decisiva que aí vem. De resto, a equipa vinha de uma boa sequência de jogos. Defrontamos e vencemos adversários diretos: Vitória SC, com quem tínhamos perdido na primeira volta, e Boavista, que se reforçou bastante para esta fase e, portanto, está completamente diferente. Queríamos dar seguimento a esse momento, mas tivemos azar e a nossa distribuidora lesionou-se não podendo defrontar o Clube K e o Leixões, provavelmente perderíamos os jogos na mesma, mas teríamos dado outra luta”, disse João Paulo Mateus.

O treinador do SC Braga adiantou que “a equipa sabe que quanto melhor jogar, quanto melhor se preparar, melhor se vai sair no futuro próximo. Só com essa mentalidade a equipa conseguirá produzir um voleibol positivo e de confiança”.

“Todos nós temos a consciência do que temos de fazer e como temos de jogar. Temos de cumprir o plano de jogo, ser rigorosos porque esses são fatores de crescimento para um futuro que queremos risonho. Não acredito que a equipa afrouxe, mesmo sabendo que os pontos não interessam”.

O SC Braga parte para os últimos jogos sem poder contar com a sua distribuidora…“esta época todas as equipas tiveram problemas devido à situação que estamos a viver, mas nós devemos estar no topo… depois de tantos azares agora ficamos sem a distribuidora. Desde o jogo com o Vitória SC que ela não jogou, nem treinou mais. Estamos a ver se a conseguimos recuperar para a fase decisiva. Estamos a jogar com uma jovem, que tem qualidades e é muito empenhada, mas está a aprender, não tem ainda experiência que tinha a principal. Sentimos a quebra da equipa, mas estamos todos imbuídos do mesmo espírito e contamos com todas as atletas para atingir os nossos objetivos”.

AVC FAMALICÃO COM JOGO DECISIVO FRENTE AO BELENENSES

O AVC Famalicão desloca-se, por sua vez, ao recinto do Belenenses, num jogo em que pode dar um passo de gigante para assegurar a manutenção.

A equipa treinada por Vítor Oliveira ocupa a oitava posição com 10 vitórias em 21 jogos e em caso de vitória fica bem posicionado para ficar no lote dos oito primeiros. Pela frente o AVC Famalicão tem o último classificado do campeonato, equipa que venceu apenas um jogo.

O Vitória SC, que também já pensa na fase decisiva, onde vai lutar pela permanência na I Divisão, recebe o Benfica, domingo pelas 15 horas.

PROGRAMA DE JOGOS

15h: Clube K – Sporting

15h: Castelo da Maia – Boavista

15h: Porto Vólei – Vilacondense

15h: Belenenses – AVC Famalicão

15h: Vitória SC – Benfica

16h: SC Braga – CD Aves

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS