CICLISMO

João Salgado confiante para a nova temporada

“Estou muito confiante para a nova época. Ansioso que venham as corridas e que eu possa dar o meu contributo para o sucesso da equipa” foi assim que João Salgado, ciclista de Guimarães que vai representar a Kelly/Simoldes/UDO, começou por abordar a nova temporada.

João Salgado já regressou aos trabalhos de preparação há algum tempo e assegura que “tem corrido tudo bem felizmente” e, nem mesmo o mau tempo o têm afastado do trabalho “a chuva incomoda-me mais um bocadinho, mas temos de continuar a trabalhar com a mesma determinação e esperar que o sol venha em breve”.

João Salgado, que ingressa este ano na Kelly/Simoldes/UDO, já teve a oportunidade de trabalhar com a equipa… “tivemos uma pequena concentração no arranque da época, bem antes do confinamento”, mas salienta que “já conhecia, praticamente, todos os colegas. A maioria já foram colegas de equipa noutros anos”.

A IMPORTÂNCIA DO CONTACTO COM A EQUIPA

Num ano atípico (mais um), João Salgado considera que o conhecimento entre os colegas é importante: “apesar de não podermos treinar em conjunto, mantemo-nos, constantemente, em contacto, para que também possamos interagir, trocar algumas ideias e, acima de tudo, para manter o espírito de grupo”.

Quanto aos treinos em si “na maior parte das vezes treinos sozinho, sempre com muito cuidado tendo em atenção ao momento que vivemos. Algumas vezes treino com o Pedro Miguel Lopes, que para além de vizinho é colega de equipa”.

Como encaras esta incerteza provocada pela pandemia? “Existe sempre um pouco aquela ansiedade por não termos a certeza de como vai ser… Mas tendo em conta o ano anterior e tudo o que se passou acho que já encaro as coisas com um bocadinho mais de tranquilidade. 2020 serviu um pouco para aprender a lidar com a situação, embora continue a ser desagradável”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS