NATAÇÃO

José Paulo Lopes junta-se a Tamila Holub na Serra Nevada

José Paulo Lopes e Luís Cameira juntam-se a Tamila Holub, no estágio da Seleção Nacional, que decorre entre janeiro e fevereiro no Centro de Alto Rendimento de Serra Nevada, em Espanha.

Este primeiro estágio do ano da Seleção Nacional realiza-se e moldes diferentes dos anteriores. Desde logo a Seleção, que integra nadadores com mínimos para os Jogos Olímpicos e nadadores integrados no Programa de Preparação Olímpica, está dividida em dois grupos. Desde domingo estão em estágio Tamila Holub e Catarina Monteiro, que vão permanecer em Espanha até dia 24.

José Paulo Lopes segue viagem para o estágio inserido no segundo grupo, que parte a 20 de janeiro e fica na Serra Nevada até 11 de fevereiro.

Luís Cameira segue viagem para a Serra Nevada também dia 20, podendo assim acompanhar os últimos dias de trabalho de Tamila Holub, e os primeiros dias de José Paulo Lopes.

Sobre a preparação de Tamila Holub na Serra Nevada, o técnico do SC Braga referiu que “os treinos estão a correr muito bem. Claro que os primeiros três dias ela sentiu algum cansaço, afinal estão a 2300mt altitude e demora sempre algum tempo para se adaptar. É um processo que se faz lentamente, mas a Tamila já está habituada a estes estágios e está psicologicamente preparada para isso”.

Segundo Luís Cameira “ela ontem já começou a treinar sem problemas e está a treinar muito bem e pela frente te duas semanas de trabalho intenso”.

TREINOS EM ‘BOLHAS’

Enquanto Tamila Holub estagia na altitude, a restante equipa do SC Braga, inclusive, José Paulo Lopes vão mantendo os treinos na Piscina da Rodovia, mantendo os maiores cuidados.

Luís Cameira lembra que “por cá continuamos a treinar nas ‘bolhas’. Os trabalhos têm corrido muito bem, dentro do que é esperado para esta altura e nestas circunstâncias. Gostaríamos de estar a trabalhar dentro da normalidade, mas tem de ser dentro da nova normalidade, com redução de horários e nadadores na piscina, mas continuamos o nosso trabalho”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS