VOLEIBOL

AD Esposende: “sentimos que estamos mais fortes”

“Sentimos que estamos mais fortes” começou por afirmar Rui Pedro Ribeiro, treinador da equipa Sénior feminina da AD Esposende, formação que milita no Campeonato Nacional da III Divisão de Voleibol.

A equipa de Esposende realizou apenas quatro jogos, tendo vencido um, frente ao CD Monserrate, mas conseguiu mostrar-se em grande nível mediante o líder, o VC Viana, em que perdeu por 19-25; 20-25; 14-25.

“EM DETERMINADOS MOMENTOS FOMOS A EQUIPA QUE QUEREMOS SER”

“Fizemos um jogo bastante agradável contra a equipa do VC Viana e em determinados momentos fomos a equipa que queremos ser” garante o treinador das esposendenses.

Rui Pedro Ribeiro referiu que “estamos a tentar aumentar a agressividade do nosso jogo e isso por vezes também eleva o risco… e consequentemente pode trazer erros!”, mas “qualquer processo de aprendizagem acarreta custos antes dos benefícios”.

O treinador da ADE garante que “temos uma ideia de jogo, estamos progressivamente a introduzir alterações para que o nosso jogo se torne mais rápido! E no próximo desafio faremos novas experiências e algumas mudanças” e adiantou: “sentimos que estas mudanças e estas exigências, têm tornado as atletas mais versáteis, com uma maior capacidade de interpretação dos momentos de jogo e mais consistentes”.

A DIFICULDADE DE JUNTAR O GRUPO TODO

Para Rui Pedro Ribeiro a grande dificuldade “é juntar toda a equipa para treinar. Isso dificulta a criação da ‘química’ entre as atletas. Há ligações que demoram a sair porque há muitas ausências forçadas! Assim, encaramos também os jogos como um espaço de treino”.

No fim de semana a ADE deveria deslocar-se a Famalicão para medir forças com o AVC Famalicão B, jogo que deve ser adiado devido às novas restrições anunciadas pelo governo (proibição de circulação entre concelhos).

Apesar de não saber quando vão voltar à competição, a ideia em Esposende é “dar continuidade ao que fizemos de bom frente à equipa do Volei Clube de Viana”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS