BASQUETEBOL

Maria Fonte: “não está a ser fácil manter os atletas motivados”

“Continuamos a treinar, mas não está a ser nada fácil manter os atletas motivados e focados no trabalho” disse Jorge Henriques, coordenador do Basquetebol do SC Maria da Fonte, clube que já não tem competição desde março.

A formação da Póvoa de Lanhoso, com um longo e positivo historial, essencialmente, no Basquetebol Feminino viu-se obrigado a parar tudo devido à pandemia. Há uns meses retomou os treinos, que continuam a ser individuais e limitados, o que acaba por desmotivar as atletas…

COM MENOS ATLETAS NOS TREINOS

Apesar da ausência de jogos e das restrições, Jorge Henriques salienta que “não tenho conhecimento de abandonos, pelo menos assumidos pelos encarregados de educação” e adiantou que “temos sim tido redução dos atletas em treino, mas devidamente comunicados pelos encarregados de educação. Alguns estão a fazer uma ‘pausa’, mas, segundos os encarregados de educação, mais como prevenção e não como um abandono da modalidade”.

Difícil é ainda manter os atletas motivados nos treinos… “Não está a ser nada fácil conseguir mantê-los motivados e que com ‘foco’ no trabalho. Vamos tentando motivá-los com algumas competições individuais internas em cada escalão e com alguma alegria e boa disposição durante os treinos”, disse Jorge Henriques, que explicou que “as iniciativas vão variando conforme os escalões e o número de atletas que cada treinador vai tendo no treino. De treino para treino há sempre a incerteza de quantos atletas irão aparecer… E isto dificulta imenso qualquer planeamento da nossa parte ou do treinador. Daí estarmos em constante adaptação do treino ao número de atletas que o executam”.

O responsável pela secção de Basquetebol do SC Maria da Fonte salientou que “não está a ser um trabalho nada fácil, mas com perseverança e algum ‘engenho’ por parte dos nossos treinadores vamos tentando ultrapassar estas enormes dificuldades e incertezas quanto ao futuro”.

RELEMBRAR A CONQUISTA DO TÍTULO DE SUB-16

O atual momento do Maria da Fonte contrasta com o vivido há cerca de um ano atrás, quando a equipa de Sub-16 se sagrou Campeã Distrital…

“É sempre uma boa recordação do momento que vivemos há pouco de um ano. Mas ao mesmo tempo sentimos alguma tristeza por não podermos estar em campo a lutar pela revalidação desse título. Queríamos muito estar em campo e demonstrar que não foi apenas um momento, mas sim o resultado de um ciclo de trabalho imenso de todos (treinadores, atletas e pais) e que estamos prontos para dar a devida continuidade. Vamos brincando um pouco, dentro do grupo, com a situação, de um título que poderá vir a ser válido por dois anos. Acho que é inédito”, disse Jorge Henriques.

“Sem qualquer dúvida, que queríamos todos estar em campo para lutar pela revalidação desse título. É em campo a jogar que nos sentimos felizes, sempre bastante orgulhosos do grupo que temos e do trabalho realizado por todos. é um grupo fantástico e muito unido…e muitos já tiveram a prova disso…”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS