NATAÇÃO

SC Braga aspira a títulos e pódios nos Zonais de Juvenis

O SC Braga mostra-se ambicioso para o Torneio Zonal de Juvenis, Zona Norte, que se realiza no fim de semana nas Piscinas Municipais da Mealhada.

A equipa bracarense faz-se representar por 15 atletas, sendo uma das comitivas mais alargadas, e parte confiante na conquista de títulos e de pódios…

LUÍS CAMEIRA “OBJETIVO DE CONQUISTAR TÍTULOS E PÓDIOS”

“Depois de várias semanas de incerteza e um adiamento pelo meio, finalmente vamos ter a possibilidade de dar competição aos Juvenis. Para este torneio levamos 15 nadadores, o que já por si é muito bom, mas para além da quantidade, levamos qualidade e, por isso, temos o objetivo de conquistar títulos e pódios”, começou por afirmar Luís Cameira, coordenador técnico do SC Braga.

“Temos muita gente de qualidade neste grupo de Juvenis e, por isso, partimos com muitos objetivos”, referiu Luís Cameira, que lamentou “não haver estafetas porque temos nadadores muito valiosos e que poderiam fazer grandes provas nas estafetas, quer nos masculinos, quer nos femininos”.

Em termos individuais: “acredito que podemos trazer alguns títulos e pódios. É com esse espírito que vamos ao torneio”, disse o técnico do SC Braga, que adiantou que “esperamos que façam os seus melhores tempo, que consigam fazer as melhores marcas possíveis para dar acesso aos pódios”.

Luís Cameira considera que o SC Braga “leva uma equipa bastante diversificada e capaz de lutar pelas classificações nas várias provas”.

REGRESSO HÁ COMPETIÇÃO NOVE MESES DEPOIS

Os Juvenis regressam à competição, extra Associação Natação do Minho, mais de nove meses depois. Por isso, os nadadores “eles estão empolgadíssimos”, mas um tanto “desconfiados quanto à realização da prova” e explicou: “eu sempre lhes fui dizendo que o torneio se ia realiza, mas esta questão da pandemia, dos graus dos concelhos, do recolher obrigatório, etc… não estava a facilitar as coisas e os miúdos estão atentos a isso. Mesmo quando lhes confirmei, na segunda-feira, que o torneio se realiza no fim de semana, eles ficaram desconfiados. Acho que só vão acreditar quando chegarem lá”.

Seja como for…“eles estão todos animados e têm trabalhado imenso para estar na sua melhor forma no fim de semana”, disse Luís Cameira, que lembrou que “continuamos a trabalhar com muitas limitações, por turnos, menos tempo dentro de água. Não é uma época normal, mas tentamos criar condições e ‘bolhas’ para continuarmos o nosso trabalho”. Por isso “se eles melhorarem os seus tempos no fim de semana já ficamos muito contentes”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS