CICLISMO

Diogo Costa está de regresso aos treinos

Diogo Costa, da Tensai/Sambiental/Santa Marta, está de regresso aos trabalhos de preparação tendo em vista a nova época desportiva.

O ciclista de Ponte de Lima começou esta semana a fazer corrida ao ar livre e exercícios “para melhorar a flexibilidade e os músculos. É uma forma de começar a preparar a pré-época que está à porta”.

Diogo Costa sobe a Sub-23 e mostra-se ciente das dificuldades que vai encontrar “é outro patamar no ciclismo. Exige muito mais trabalho e dedicação”, mas garante que “estou preparado para o que aí vem”.

Diogo Costa pretende continuar no ciclismo: “é uma coisa que gosto muito de fazer e gostava de chegar a profissional um dia” e adiantou: “é um desporto que amo e, neste momento, não consigo sequer pensar em parar de praticar ciclismo. Claro que chegar ao patamar de profissional não é nada fácil e requer muito trabalho e dedicação, mas pode-se sempre sonhar”.

Diogo Costa não teve grande tempo de se mostrar este ano, mas garante que não desanimou:  “pelo contrário a época passada dá-me motivação para treinar. Foi uma época curta em termos de provas, mas aproveitei-as todas ao máximo e mesmo com todas as limitações considero que foi uma época positiva”.

Entre as poucas provas realizadas, Diogo Costa salienta o Campeonato Nacional de Fundo: “fiquei satisfeito com a minha condição física e com o percurso, que não tinha subidas muito duras e acabou por me favorecer”.

O que te custou mais durante a época? “Sem dúvida o tempo que estivemos em confinamento a treinar sem objetivos e sem certezas de nada. Não era fácil arranjar motivação para fazer treinos nos rolos, sobretudo, numa altura da época em que estávamos habituados a competir todos os fins de semanas”, disse o ciclista limiano.

Diogo Costa treina, habitualmente, sozinho, algo a que já está habituado. “Estou habituado a treinar sozinho, durante a época escolar, normalmente, treino sempre sozinho pois muitas das vezes os horários não são compatíveis com os meus colegas de equipa”, mas “durante o verão treinei sempre acompanhado pelos meus colegas de equipa o que dá sempre uma motivação extra e torna os treinos muito menos monótonos”.

Agora vem aí um novo desafio – os Sub-23 –, novas aventuras e corridas mais exigentes. Diogo Costa salienta que “não tenho grandes expectativa” e referiu que “vou trabalhar para melhorar e aprender o máximo possível. Vou trabalhar para ajudar no que for preciso a equipa”.

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao Topo

COVID-19

Nas áreas afetadas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas de higiene e etiqueta respiratória para reduzir a exposição e transmissão da doença: • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir, com um lenço de papel ou com o antebraço, nunca com as mãos, e deitar sempre o lenço de papel no lixo; • Lavar as mãos frequentemente. Deve lavá-las sempre que se assoar, espirrar, tossir ou após contacto direto com pessoas doentes. Deve lavá-las durante 20 segundos (o tempo que demora a cantar os “Parabéns”) com água e sabão ou com solução à base de álcool a 70%; • Evitar contacto próximo com pessoas com infeção respiratória; • Evitar tocar na cara com as mãos; • Evitar partilhar objetos pessoais ou comida em que tenha tocado. Seja responsável, faça a sua parte. Respeite o isolamento social. #JUNTOSVENCEREMOS